segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Já que não há pão, dêem-lhes circo!

Gosto de circo, sei que estamos perto do Natal e é normal as companhias de circo aproveitarem a época para levar a sua arte aos mais distantes pontos do país. Ver, na última semana, a justiça transformado num circo permanente é, porém, algo que não me agrada.
Quando era miúdo, tinha medo dos palhaços. Agora, tenho medo de dos que parecem apostados em transformar a justiça numa arena onde se desencadeiam lutas na lama.
Alguém tem de pôr cobro a isto mas é difícil, quando esse parece ser o desporto favorito da ministra da Justiça, a comunicação social está apostada em servir-lhe o espectáculo à borla e os agentes da justiça se mostram cooperativos.

6 comentários:

  1. Eu não tinha medo dos palhaços, ficava era sem respiração quando via os artistas no trapézio. Agora desejava que estes malabaristas todos se estatelassem no chão mas que sofressem muito antes de morrerem, para se lembrarem do que fizeram aos outros. Já não sei que dizer, porque nunca imaginei que o meu país chegasse a uma situação destas. Nem sei que dizer do que tenho lido. E o pior é que com o que se vai passando também à nossa volta com mais podemos e outras coisas mais, aqueles que agora vão viver em concubinato, não vejo com algo possa melhorar.

    ResponderEliminar
  2. Carlos,
    Já há muitos anos que a bufaria é um dos "desportos" favoritos dos portugueses.
    A grande diferença é que agora está em causa um ex primeiro-ministro e um tipo ao qual ninguém consegue ficar indiferente.
    Aquele abraço e votos de boa semana

    ResponderEliminar
  3. Há uma certa comunicação social que sempre gostou deste tipo de circo!

    Rosa dos Ventos

    ResponderEliminar
  4. A Justiça , tem de ser DIGNA , JUSTA , RESERVADA , isto é , tudo aquilo que se passa para lá das paredes só deve transparecer no momento oportuno. Assim penso eu. Agora , quando está entregue a barrigas cheias de caldo , ganham os pasquins , quem se comporta como "bufo " , quem dá o circo ou será que andam a seco ?!
    Somos um país cheio de ratos e ratas de sacristia e como diria o meu pai " telha de igreja sempre goteja"....Uns nascem ricos e outros querem lá chegar.Um país de invejosos , onde ser dfssimulado é que é bom e não é nos meus dias que a palavra dignidade entra no vocabulário de muita gente.
    M.A.A.

    ResponderEliminar
  5. Não gosto , nunca gostei , de circo ...e de péssima qualidade como o que nos estão a dar -ainda menos!

    Uma vergonha , um asco tudo quanto está acontecendo.

    Não gosto de Sócrates, mas gosto menos ainda da maneira como o atacam sem olhar a meios.

    Se é culpado que seja condenado, mas que o respeitem e codenem também os corruptos dos submarinos e os ladrões do BPN.

    Amigo, boa semana

    ResponderEliminar
  6. Não tenho medo dos palhaços. Tenho sim das palhaçadas a que esta malta já nos habituou. É que nunca se sabe, entre outras coisas, quem faz de palhaço rico e de palhaço pobre.

    ResponderEliminar