quarta-feira, 26 de novembro de 2014

À atenção do senhor ministro da Instrução

Três trabalhadores da câmara municipal da Póvoa de Varzim encontraram num contentor um envelope com 4 400€, enquanto procediam à recolha do lixo.
Pegaram no envelope e entregaram-no à sua superior hierárquica, que procedeu às diligências necessárias para devolver o dinheiro ao seu proprietário. Dias depois  a câmara homenageou os trabalhadores pela sua atitude. Esteve presente um canal de televisão para registar o momento.
Um funcionário do Banco de Portugal  encontrou a sua conta recheada com uns inesperados milhares de euros. Repartiu-os com a filha e tornou-se Presidente da República com a ajuda dos portugueses e do Espírito Santo. Toda a comunicação social deu grande relevo ao facto
Os trabalhadores da limpeza têm a quarta classe. O funcionário do Banco de Portugal é licenciado em Economia e tem cursos a dar com um pau em prestigiadas universidades inglesas.
Moral da História:  não é a instrução que faz um homem honrado,ou lhe molda o carácter.Assim sendo, o ministro Crato pode continuar a desmantelar a escola pública, porque não serve para nada.

2 comentários:

  1. O "digno" funcionário bancário em apreço,ainda encontrou alento e tempo para encomendar ao,à época, monte de sebo em funções de director do jornal Público(josé manuel fernandes),um servicinho,equivalente ao agora em curso,no sentido de derrubar um Governo e um Primeiro Ministro Democraticamente eleitos.Vivemos num reino de bandalhos!(...)

    ResponderEliminar
  2. A honra e a honestidade vêm do berço, Carlos.
    Não se aprendem na escola.

    ResponderEliminar