quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Sim, senhor ministro! Obrigado, senhor ministro!




Nuno Crato foi um dos cinco membros do governo convidados para discursar no aniversário da UGT. ( Nunca tinha visto uma central sindical celebrar um aniversário tendo como convidados de honra  governantes  e um PM que  achincalha os trabalhadores, mas nunca é tarde para aprender a conviver com estas modernices. Bem aventurado sejas, Carlos Silva, por já teres esquecido que Passos Coelho  elegeu como uma das suas prioridades de governo “vergar os sindicatos”. És um herói, pá! Bem mereces que o Cavaco te condecore e o Passos mande erigir uma estátua em S. Bento).
Incentivado pelos aplausos dos sindicalistas ( serão mesmo? Não serão patrões travestidos?)  Nuno Crato fez mais um dos seus números de malabarismo circense. Depois de há dias  ter pedido desculpa aos portugueses pelos atrasos  no início do ano escolar e pelos prejuízos causados a milhares de pais, professores e alunos, Crato aproveitou o momento para dizer, perante os holofotes das câmaras, que o caminho traçado por este governo para a educação é o correcto.
Pouco importa que haja professores por colocar, alunos sem aulas há quase dois meses, professores tratados como lixo, famílias gravemente lesadas ( moral e financeiramente) pela incompetência da equipa ministerial. 
O palco oferecido por esse sindicalista proveniente da escola de virtudes que é o BES, foi o local ideal para Crato se purificar, perante a opinião pública desatenta, ignorante e desinformada. Carlos Silva e a sua trupe aplaudiram, Crato agradeceu, deu uma volta ao palco em ombros e os trabalhadores  ficaram a perguntar para que raio hão-de descontar para um sindicato de  vendidos.

8 comentários:

  1. VERGONHA!! Por muito menos me dessindicalizei da Fenprof! Esta UGT está completamente travestida de sindicato.

    ResponderEliminar
  2. É repugnante o espectáculo dado por esta gente vendida às migalhas do poder e travestidos de sindicalistas. Espero bem que António Costa crie um cordão sanitário no PS para impedir o contágio com a quadrilha corrupta que dirige a UGT.

    ResponderEliminar
  3. Pois fiquemo-nos pelos "vendidos", para não irmos mais longe. Espero que António Costa tire as devidas consequências desta cumplicidade do sr. Silva com este governo.

    ResponderEliminar
  4. O outro dizia que, desde que tinha visto um porco a andar de bicicleta no circo, acreditava em tudo.
    E ele não viu sindicalistas e membros do governo em pas de deux!!!

    ResponderEliminar
  5. A UGT é um antro de vendidos!!!

    Que vergonha!!!

    Amigo, fica bem

    ResponderEliminar
  6. O anterior, tem uma careca acentuada,o actual,aparentemente,farta cabeleira.Ambos, despenteados mentais,encartados videirinhos travestidos de sindicalistas.

    Para os dois,um Bardamerda vigoroso!

    ResponderEliminar
  7. O PS fazia melhor em acalmar os ataques à UGT. Bem a tem usado no mesmo sentido, com os secretários-gerais sindicalistas fazendo inclusive parte dos secretariados nacionais e direcções do partido. Por isso, agora, só se pode queixar de ser outro aproveitando. Isto é apenas circunstancial, há mais marés que marinheiros e em breve lá a terão de volta ao redil rosinha.

    ResponderEliminar
  8. Apesar de tudo, volta João Proença, estás perdoado.

    ResponderEliminar