terça-feira, 28 de outubro de 2014

Sei que estás em festa, pá!..

Não foi uma Revolução.
Não foi mudança.
Foi voto de confiança.
Os mais pobres tiveram voz e Dilma ganhou. À pele, mas ganhou, graças ( em parte) ao grande contributo de Lula na parte final da campanha. Dilma não vai ter tarefa fácil. Como não teria Aécio. Acabar com a corrupção, no actual quadro multipartidário, é tarefa ciclópica.
Agora é a nossa vez de pedir ao Chico que nos mande um cheirinho de alecrim e um sinal de esperança. Daqui a um ano queremos festejar na rua a derrota desta coligação que destruiu o país, perante a passividade e abulia do povo..

8 comentários:

  1. Carlosamigo

    487,9 % de acordo. Bem esgalhado!

    Abç

    ResponderEliminar
  2. Esperemos que não seja tão tangencial!

    Rosa dos Ventos

    ResponderEliminar
  3. Como resposta ao Chico podemos lembrar o que Paulo de Carvalho disse, em jeito de recado.
    http://youtu.be/pnfC7n_SZks

    ResponderEliminar
  4. É, Dilma recebeu uma espécie de "aviso", mas suponho que o povo lhe deu a vitória face à proposta de Aécio de acabar com a tal "bolsa família" (suponho que é assim que se chama), que erradicou a fome entre os mais pobres... ;)

    Beijocas

    ResponderEliminar
  5. É tarefa dura, Mas pelo menos há a vontade de andar em frente! E que o Chico nos mando o tal cheirinho de que tanto precisamos...

    ResponderEliminar
  6. Esperemos que Dilma faça o melhor para o Brasil!

    Esperemos também que este bando de sabujos que tem destruído Portugal desapareça e que o povo português siga o exemplo do espanhol, que, por menos, vem para as ruas !!

    Amigo, bom resto de dia.

    ResponderEliminar
  7. Por muito que Dilma diga o contrário é óbvio que o Brasil ficou partido ao meio, Carlos.
    E Dilma vai ter uma tarefa complicada para colar aqueles pedaços

    ResponderEliminar