terça-feira, 28 de outubro de 2014

Do Céu caiu uma excêntrica



A missão do Euromilhões é criar excêntricos, essa espécie de milionários de aviário que, graças a umas cruzinhas marcadas nos números certos, entram para o reduzido grupo de eleitos dos beneficiados pela sorte. 
Na última sexta-feira nasceram mais dois excêntricos "made in Portugal". A identidade de um deles  é desconhecida. Sabe-se apenas que arriscou alguns euros e, por ter acertado nos números mágicos, vai receber 152 milhões de euros. O que vai fazer com o dinnheiro? Problema dele...
O outro excêntrico é do sexo feminino. Vai receber 38 milhões de euros, mas não teve sequer de registar o seu palpite. Basta-lhe aproveitar-se da sorte dos outros, para reclamar o seu quinhão. 
Maria Luís Albuquerque bem podia partilhá-lo com os mais desfavorecidos, mas irá usá-lo  para pagar seis meses de ordenados aos boys dos gabinetes.Ou para algumas excentricidades, que a campanha eleitoral reclame.

6 comentários:

  1. E a Milu já reclamou o prémio??
    Se for como o outro, o dinheiro fica disponível, não é?!
    Aquele abraço

    ResponderEliminar
  2. Isto de o Estado comer conosco à mesa e não só , não está muito correcto.Nós poupamos e ele come. Nós herdamos e ele come. Se nos apetece ir dar uma volta , vai conosco...Está insaciável e é tão forreta que qualquer dia não dá mesmo nada em troca.
    M.A.A.

    ResponderEliminar
  3. Em Espanha não é assim!
    Vou começar a meter o euromilhões em Badajoz! :)

    Rosa dos Ventos

    ResponderEliminar
  4. Peço desculpa RV , em Espanha , também é assim , só não sei se é igual , mais ou menos.Vamos eu e mais três amigas , religiosamente todas as semanas a fazer os " lotos" a Espanha , mas como nunca nos saiu nada , não sabemos quanto cobram. Vale pelo passeio , pela tertúlia , pela alegria e boa disposição e aquele sentimento de liberdade e cultura que nos é comum
    M.A.A.

    ResponderEliminar
  5. Há quem esteja a apostar nos sites online, que por serem plataformas internacionais, as Finanças não as podem tributar. O 'grandesloterias.com' é apenas um dos exemplos onde qualquer jogador já pode apostar. Da lotaria britânica até ao Megasena (uma espécie de Euromilhões brasileiro).
    E não compensa atravessar a fronteira, para se registarem as apostas do outro lado, porque em Espanha as medidas são mais pesadas.

    ResponderEliminar