quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Caderneta de cromos (43)




Caro dr.Azevedo Soares:
Sei que está ofendido comigo, mas  quero que saiba que só ainda não o coloquei na prestigiada caderneta de cromos do CR, por manifesta falta de tempo, já que tive de dar a tenção a outras questões mais relevantes para o país.
Mais vale tarde do que nunca e hoje aqui estou a redimir-me da minha falta.  
Não compreendo que tenha admitido, por um só minuto, que eu seja uma pessoa injusta e capaz de o privar de entrar nesta galeria exclusiva, por qualquer embirração pessoal.  A atitude de esconder o passado do seu pm, mentindo ao país com uma desfaçatez e falta de vergonha inqualificável, é suficientemente asquerosa para uma entrada nesta caderneta. E, para me redimir do atraso, comunico-lhe que entra directamente para a secção "Invertebrados", onde só uma reduzida élite tem entrada.
Eu sei que jurou cumprir com lealdade o cargo em que foi empossado  e, precisamente por isso, escolhi a fotografia do momento em que estava a tomar posse como secretário geral da AR, mas quero lembrar-lhe que "cumprir com lealdade as funções que lhe foram confiadas" não é baixar as calças perante o líder do seu partido, mas sim servir o país com honestidade  e recusar-se  a ludibriar a verdade, para ocultar as vigarices do "chefe".

2 comentários:

  1. Há os que são donos da voz. E os que, como este, são a voz do dono.
    "cumprir com lealdade as funções que lhe foram confiadas". Isso, diga-lhe isso muitas vezes e pode ser que se descubra outro amnésico.

    ResponderEliminar
  2. Merece a entrada. Sem margem para dúvidas.

    ResponderEliminar