domingo, 28 de setembro de 2014

Seguro também ganhou

Nos próximos dias terei oportunidade de escrever sobre a esmagadora vitória de António Costa.
Hoje, fico-me por um "mea culpa".
Sempre manifestei a minha discordância com as primárias, mas sou obrigado a reconhecer que acabaram por ser benéficas. 
Em primeiro lugar, pela mobilização cívica que proporcionou. A larga adesão de simpatizantes foi uma vitória para a democracia. (Cerca de 180 mil votantes)
Em segundo lugar, porque a fractura que sempre receei pudesse dar-se no PS, logo após as eleições,não se vai verificar. A dimensão da vitória de Costa contribui para somar e não para dividir.
Em terceiro lugar, ficou muito claro que a família socialista exigia uma mudança que só os seguristas não conseguiam perceber. O resultado foi uma lufada de ar fresco na vida política portuguesa.
Em quarto lugar, a  mobilização mediática em torno destas eleições primárias foi francamente favorável ao PS. Compreendem-se os engulhos de Jerónimo de Sousa, cujas declarações - para ser simpático- reputo de muito infelizes. Já na S. Caetano à Lapa as garrafas de champagne ficaram por abrir e, como disse Marcelo Rebelo de Sousa, a partir de agora Passos Coelho terá muito com que se preocupar.
Finalmente (por agora) as primárias  provocaram um élan que permite devolver a esperança a muitos portugueses. Mesmo que o PS não venha a ganhar com maioria absoluta, as pessoas que destruíram o país e o venderam ao desbarato a interesses estrangeiros, serão definitivamente varridos da sociedade portuguesa.
A verdade é que, se Seguro tivesse aceitado ir para Congresso, nunca teria havido esta mobilização na sociedade portuguesa em torno do PS.
Por isso, mesmo sem querer, Seguro acaba por ser um vencedor da noite. Espero é que esta noite, ao chegar a casa, não tenha ido ao baú buscar a faca com que andou a apunhalar Sócrates durante os últimos 10 anos.

5 comentários:

  1. No fundo, no fundo
    Eu é que estou seguro
    De que o Carlos tem uma característica
    É um (falta-me o adjectivo) socialista

    ResponderEliminar
  2. Na verdade, as primárias revelaram-se uma agradável surpresa, pois foram um claro exercício da cidadania democrática. Espero que as palavras de Costa se transformem em realidade concreta... "Hoje é o primeiro dia dos últimos dias do governo"...

    ResponderEliminar
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  4. Vou repetir: donde se conclui que ha males que vem por bem... Ate o Prof Marcelo esta atontado ole ole ole ( nao liguem e a minha parte espanhola)

    ResponderEliminar
  5. Agora é que se vai ver do que é que António Costa é capaz.
    Até agora andou a falar para dentro do partido.
    Vamos ver como é que se dirige ao País.
    Aquele abraço e votos de boa semana

    ResponderEliminar