sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Festa rija na S. Caetano à Lapa

Hoje António José Seguro tinha todas as condições para brilhar no debate com PPC. Perante um pm fragilizado por uma suspeita que não conseguiu apagar, Seguro agarrou-se ao pedido de levantamento do sigilo bancário e não conseguiu levar PPC ao tapete.
Jerónimo de Sousa, falando em tom muito mais brando do que Seguro, foi muito mais acutilante e certeiro nos ataques desferidos.
O líder da oposição ficou-se pela voz esganiçada, repetindo o que leu nos jornais e nas redes sociais.  Está provado que está muito mais à vontade a criticar o seu opositor interno, do que o governo. Se vencer as eleições de domingo, haverá festa rija na S. Caetano à Lapa.

6 comentários:

  1. Normalmente, Seguro falha as oportunidades que ainda lhe vão surgindo. É, nitidamente, um perdedor.
    Jerónimo percebeu que não adiantava pôr-se em bicos de pés e falou no essencial, sem deixar de tocar no que lhe interessava.
    Festa na S. Caetano à Lapa não vai acontecer.

    ResponderEliminar
  2. On verra!

    Rosa dos Ventos

    ResponderEliminar
  3. Muito fraquinho este líder da oposição... Tomaria ele ter metade da garra e da inteligência do Jerónimo!!

    ResponderEliminar
  4. "Entre mortos e feridos alguém há-de escapar."

    Mas, por razões por si sabidas,
    serão as abelhas as comidas

    ResponderEliminar
  5. Que é isso de líder da oposição, será alguma figura institucional que eu não sabia que existia? E será o líder do maior partido da oposição, o tipo que na oposição fizer mais barulho, o tipo que for mais consequente com as críticas ou o tipo que dentro da situação melhor minar o terreno da situação para se tornar ele esse rosto?

    Gostava que me explicassem, confesso, que tenho alguma dificuldade em lidar com clichés e expressões feitas que não querem dizer porra nenhuma e apenas servem para aprofundar o bipartidarismo, afunilar a democracia e legitimar o alterne partidário.

    ResponderEliminar
  6. Parece que não houve; e ainda bem.
    Congratulo-me de ter contribuído para isso.

    ResponderEliminar