terça-feira, 23 de setembro de 2014

Deus nos livre!

Não assisti aos dois primeiros debates entre Costa e Seguro, porque estava de férias fora do país. As notícias que me foram chegando através de leitores davam conta de que não teria perdido nada mas, mesmo assim, hoje não perdi a oportunidade de assistir ao derradeiro debate. Não para ficar esclarecido- como simpatizante do PS há muito percebi que a continuidade de Seguro à frente do PS será um descalabro- mas para ver o que os candidatos tinham a dizer aos portugueses que se inscreveram para estas primárias.
A princípio o debate decorreu com espírito civilizado, parecendo contrariar a opinião de que seria mais um lavar de roupa suja. Por momentos, acreditei que Seguro tinha finalmente percebido que o seu adversário político era PPC e não António Costa.
António José Seguro, porém, fez questão de demonstrar que, tal como Passos Coelho, é sempre capaz de nos surpreender pela negativa. Vai daí, num acto de pura canalhice, resolveu trazer à colação o nome de um dos fundadores do PS (Godinho de Matos) para demonstrar que António Costa representa a promiscuidade entre o poder político e o mundo dos negócios.
Espero que os simpatizantes socialistas não esqueçam, no próximo domingo, que o Tozé está disposto a desonrar o passado do PS, sem o qual Seguro não seria nada na vida.
Mais do que uma canalhice à Passos Coelho, Seguro traiu o PS. É um pulha sem dignidade, sequer, para representar o PS. 
Já diversas vezes acusei Seguro de oportunismo, pela forma como chegou à liderança do PS. Não me surpreende a sua postura canalha. Surpreende-me é que haja militantes do PS que o queiram ver como primeiro ministro. Felizmente, para todos nós, nunca será. Se isso acontecesse, seria razão suficiente para pedir asilo político a um país estrangeiro. Seguro não tem dignidade para representar o país em nenhuma instância internacional. É uma cópia de PPC e, como todas as cópias, é pior do que o original.
Deus nos livre de o vermos um dia em S. Bento.

11 comentários:

  1. Eu nunca vi um sujeito tão reles e ordinário, apesar dele nunca me ter enganado. É apenas mais um espantalho a viver à nossa custa.
    Anfitrite

    ResponderEliminar
  2. Temo que mesmo perdendo, isto não fique por aqui. Pessoas como Seguro têm mau perder. Cada vez acredito mais que não vai ser bonito de se ver. A noite de domingo vai ser complicada. Temo, mas espero que não.

    ResponderEliminar
  3. Em primeiro lugar, guerras de Antónios já aborrecem, carlos.
    Em segundo, e citando um amigo meu, militante do PS, António Costa pode ter ganho ontem o partido.
    No mesmo dia em que se arrisca a ter perdido o País.
    O Governo agradece ;(

    ResponderEliminar
  4. Em directo , não vi , para não ficar doente...Bastou depois ver nos canais por cabo , comentários etc...que Deus nos livre de AJS ganhar no domingo...este homem é um falso manso , não tem calibre para PM. Ele e Passos Coelho , são da mesma escola ,e se detesto um ,não posso ver o outro.
    M.A.A.

    ResponderEliminar
  5. Sou militante e confesso que não vi nenhum dos debates...estava para ver o último mas ontem fez anos uma sobrinha e lá se foi o serão televisivo!
    Fui e vou lendo as reacções dos outros e vou tirando as minhas ilações!

    ResponderEliminar
  6. Vitória inquestionável de Costa sobre Seguro.
    O primeiro a subir, o segundo a descer, se é que ainda tinha algum degrau para baixo.
    Isto é por fases, tacticamente falando. Primeiro o Partido, depois o País.

    ResponderEliminar
  7. Para todos os comentários. No programa Opinião Pública, da SIC Notícias, de hoje. No inquérito telefónico realizado foi dada a vitória a AJS com 80% sobre AC com 20%. Começou a "CHAPELADA". Anda muito dinheiro por aí. Cada chamada 0,60 + Iva. Aguardemos por domingo.
    D'Albano

    ResponderEliminar
  8. Não será Seguro... seguramente!
    Mas, apesar disso, nada mudará.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  9. Parece que prevaleceu o bom senso dentro do PS.

    ResponderEliminar