segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Saia uma caldeirada

Carlos Costa acaba de comunicar ao país que foi traído por Ricardo Salgado & Cª. Deve  ter sido o último a saber...
O governador do Banco de Portugal anunciou a criação de um banco novo  que se vai chamar Novo Banco. Estou estupefacto com a criatividade!
Informou ainda que o Estado vai emprestar 4,9 milhões de euros ao Fundo de Resolução. Ingénuo, eu pensava que era ao governo (PM ou ministra das finanças) que competia comunicar os empréstimos do Estado. Ou será que enquanto Coelho está a banhos, é substituído pelo governador do Banco de Portugal?
Carlos Costa tentou sossegar os portugueses, garantindo que nunca serão chamados a pagar este empréstimo. Não explicou foi como isso será possível, se ainda houver esqueletos escondidos no armário e for preciso mais dinheiro. Omitiu- e não foi por esquecimento- qual o juro que irá ser pago pelo capital investido pelo Estado no Novo Banco. 
O governador do BP também não explicou quais são os activos que vão transitar para o "Banco Mau". Talvez desse jeito, para a gente perceber quais serão as implicações desta divisão.
Carlos Costa não disse, mas toda a gente percebeu, que se as coisas  não correrem bem, isto vai acabar numa grande caldeirada e os contribuintes vão ser chamados a pagar o empréstimo.  
Também não percebi a razão de só agora Carlos Costa ir apresentar queixa da antiga administração, quando já percebeu, há três semanas, que tinha sido enganado.Ou, então, ele sabe- como todos nós- que Ricardo Salgado está a esta hora a rir-se de tudo isto e borrifando-se para a justiça, porque nunca será preso, os eventuais processos prescreverão e a família continuará a ter uma vida regalada. Quem sabe até, se daqui a uns anitos, não vai reaver o Banco. Limpinho de dívidas e activos tóxicos. Como aconteceu depois da nacionalização. D. Branca é que não teve a mesma sorte...
Vítor Constâncio é que era um irresponsável, não era?


5 comentários:

  1. No meu mural do Facebook publiquei uma entrevista com o Carlos Paz na qual ele faz referência muito concreta à irrelevância das entidades reguladoras em Portugal.
    Está aqui um bom exemplo.
    Carlos Costa foi enganado?
    Andava a dormir.
    Os garotos na rua falavam nos problemas do BES, carago!!
    Aquele abraço e votos de boa semana!

    ResponderEliminar
  2. Ainda esta muita coisa para explicar! Enganado?! Era oportuno dizer isso.

    ResponderEliminar
  3. Claro que Vítor Constâncio era irresponsável, mas mais grave é que ainda haja quem o defenda demonstrando nada ter percebido da crise e dos seus motivos. Isto não é uma questão partidária é uma questão do regulador dominado pelos patrões, que são os banqueiros e não o Estado.

    E pelos vistos, uma parte do PS e seus simpatizantes (próxima de Costa e de Sócrates) vai é demonizando as caras (se são as suas são boas, se são as dos outros já são más) em vez de ter percebido que isto é uma questão da propriedade do banco de portugal.

    Em três anos não perceberam nem entenderam nada.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também já a há aqui um "spin" e como tal não é capaz nem de usar um pseudónimo. Que o Carlos me perdoe mas apetece-me mandá-lo pregar para outra freguesia; se possível para uma daquelas que o Relvas destruiu. Será que não percebe que as pessoas que aqui vêm são minimamente esclarecidas? Se quiser saber alguma coisa informe-se sobre a crise financeira internacional de 2008. Entretanto informe-se também sobre as alterações legislativas, normativas e o raio que os parta, que aconteceram na UE. Depois, se conseguir perceber alguma coisa abra a boca. Mas é melhor que não para não entrar mosca, e não contaminar alguém noutros sítios porque infelizmente ainda há muita gente cega, que não sabe como o País foi sendo destruído. O povo já sofre tanto e ainda ter de aturar isto é demais!

      Eliminar
  4. Mais uma vez,pela calada da noite...E os Estarolas a banhos!

    Nascer e viver em Portugal,é cada vez mais existir no meio de dois sentimentos contraditórios:Amor e Ódio.Amor à beleza natural deste este espaço físico e à maioria do seu Povo.Ódio à Corja,chamada de élites,que desde sempre nos esmifra,rouba,maltrata e inferniza a existência.É mais do que tempo,de livrar a nossa Comunidade deste Bando de Calhordas!A bem,a História já nos disse com total clareza,é que não vamos lá...

    ResponderEliminar