sexta-feira, 1 de agosto de 2014

Moedas de troca

Jean Claude Juncker queria uma portuguesa para comissária, mas Passos Coelho mandou-lhe um comissário, dificultando a vida ao luxemburguês "amigo de Portugal".
Desempregado  depois de terminar o programa de ajustamento, Moedas ainda aspirou a substituir Maria Luís na pasta das finanças. Só que a recusa de Juncker em atribuir um cargo de relevo à  ex- professora  do pm,  obrigou PPC a mantê-la por cá  e enviar o secretário Moedas.
O ex-secretário de estado será acompanhado de uma carta de recomendação, em que PPC explica a escolha:
"Caro Juncker:
Ofereci-te de bandeja uma mulher, ministra, amiga do Schaueble e sua fiel seguidora que seria muito útil para garantir a continuidade da política de austeridade. Como recusaste oferecer-lhe um cargo de responsabilidade, levas  o meia leca Moedas que estava desempregado há dois meses. Arranja-lhe aí um cargo qualquer, porque o tipo é jeitosinho para qualquer coisa e aprende depressa. Esquece essa ideia da Maria João Rodrigues, para quem tinhas destinado o lugar de comissária para o emprego. Achas que eu ia dar um lugar de destaque a uma fulana da oposição?
Abraço"

3 comentários:

  1. E depois ainda falam de paridade! :)
    Por muito má que seja a Marilú, o Moedas é bem pior!

    ResponderEliminar
  2. Juncker queria uma mulher portuguesa mas não a Maria Luís. E ... pimba, leva como que está mais à mão. Um Moedas bem ao jeito de Coelho. Tranquilamente submisso.

    ResponderEliminar