segunda-feira, 30 de junho de 2014

Não, não somos a Grécia

Jogadores gregos renunciam aos prémios a que tinham direito, por uma causa que beneficia a população 
E também não somos argelinos.Aconteça o que acontecer, já obrigaram a Alemanha a um prolongamento. A França agradece

Try to remember... the coming September...




Por todo o país têm vindo a encerrar, a ritmo acelerado, salas de cinema  que faziam parte da história de muitas cidades. No último ano, em Lisboa, carpiram-se muitas lágrimas pelo encerramento do Londres e do King. 
Não deixa de ser curioso que as pessoas lamentem o desaparecimento de salas de cinema mas esqueçam que, em boa parte, também são culpadas pelo seu encerramento, porque optaram pelo confortável "home cinema", ou  - particularmente os mais jovens- por salas em centros comerciais impregnadas do cheiro gordoroso a pipocas.  
Tenho uma boa notícia a dar aos nostálgicos (entre os quais me inclu) das velhas salas de cinema. Vai reabrir o velho cinema Ideal, também conhecido por "Piolho" do Loreto.
Inaugurado em 1904, o Ideal  foi a primeira sala de cinema de Lisboa. Um sucesso estrondoso, segundo os relatos da época. Viria a encerrar nos anos 90, depois de ter sido baptizado  Cine Camões e Cine Paraíso e ter servido de albergue a filmes pornográficos,
Poucos terão alguma vez entrado naquela sala onde, no início do século XX, a grande atracção era o "cinematógrafo falado" numa altura em que o cinema ainda era mudo. Os sons eram produzidos por um grupo de pessoas colocadas atrás do ecran que iam emitindo sons e ruídos adequados ao filme. 
A maioria das pessoas da minha geração nunca terão entrado no Salão Ideal ( nem no Camões, ou Paraíso) mas, a partir de Setembro, terão oportunidade de visitar esta sala emblemática de Lisboa recuperada pela Casa da Imprensa, em parceria com a Midas Filmes.
A programação incidirá sobre o cinema português e cinema independente. E não haverá pipocas, o que é uma excelente notícia.


Estou comovido

Desde que António Costa desafiou a liderança de Seguro, multiplicam-se as declarações de seguristas, garantindo que se o PS vencer as eleições em 2015 fará uma aliança à esquerda. Estou comovido, mas não resisto a fazer uma pergunta.
Já nem questiono com quem o PS pensa ( conseguir) aliar-se à esquerda. Basta que me respondam a isto: se até aqui o PS tem sempre feito o jogo da direita ( só dois exemplos: aprovação do Tratado Orçamental e da descida do IRC), por que razão vai mudar em 2015? 

Há sempre uma ministra loira...

A Câmara de Rio Maior criou uma Loja do Cidadão no centro histórico. O objectivo é revitalizar um espaço da cidade quase morto e servir os cidadãos.
A presidente da Câmara contactou ministério das finanças, no sentido de integrar este espaço. Numa altura em que o ministério planeia encerrar mais de uma centena de repartições de finanças no país, era de esperar que a proposta fosse bem acolhida.
Vá lá perceber-se porquê, Maria Luís rejeitou a oferta, com o argumento de que as finanças já têm um espaço próprio na cidade.
Neste governo  há sempre uma ministra loira a tomar decisões aparentemente inexplicáveis.

Hoje acordei assim..

Ainda sou do tempo em que o azeite era visto como um produto nocivo para a saúde. Depois, alguém se lembrou de criar a dieta mediterrânica e o azeite passou a ser visto como uma gordura de excelência.


O sobrevivente

Fernando Santos foi o único treinador português a passar a fase de grupos. Salvou-se no último minuto do jogo com a Costa do Marfim, graças a um penalti.
Hoje, caiu perante a Costa Rica. Voltou a ter alguma felicidade ao conseguir empatar aos 90+1, obrigando a prolongamento, no qual foi superior, jogando com mais um jogador. A eliminação foi um bocadinho  injusta, mas Fernando Santos sai de cabeça erguida pois foi o primeiro treinador a conseguir levar a Grécia além da fase de grupos, numa fase final do Mundial. Ficou o entanto a sensação que podia ir mais longe.
Ainda há um  português no Mundial e palpita-me que vai chegar à final: Pedro Proença.
Esta tarde, a Holanda eliminou o México, dando a volta ao resultado com dois golos nos últimos cinco minutos. O treinador mexicano foi medroso e, com a ganância de querer guardar a vantagem de um golo, remeteu-se à defesa e perdeu.
Ambas as equipas mereciam ter passado. E ficava a Costa Rica pelo caminho, que não se perdia nada. Mas sorteios são sorteios...

domingo, 29 de junho de 2014

Coisas que me deixam com um aperto na garganta

Durante o fim de semana morreram três crianças entre os 5 e os 7 anos e outra está em estado muito grave.
Todas as mortes se deveram a incúria dos adultos, mas a que me deixou mais perplexo foi a da criança de 5 anos que morreu carbonizada durante um incêndio num prédio na Damaia.
Toda a família escapou, menos a criança.Como é possível?

Portugueses não merecem...

... mas, apesar de tudo o governo, compreendendo as dificuldades dos portugueses, vai dar-lhes esse prémio 

Le premier bonheur du jour

São nove minutos de puro deleite enviados pela amiga Fê.
Não deixem de ouvir esta pérola. Tenho a certeza que o vosso domingo vai ser ainda melhor depois de ouvirem esta pérola.

sexta-feira, 27 de junho de 2014

Que falta de patriotismo!

Como se não fosse suficiente termos um governo e um PR sem um pingo de patriotismo, agora vêm os moradores da Rua Padre António Vieira  protestar contra as prostitutas que "animam" aquela artéria lisboeta.
Por favor, alguém diga  a estes moradores para se deixarem de mariquices, porque as prostitutas geram riqueza e contribuem para o aumento do PIB.
Pessoalmente, sinto-me mais confortável tendo como vizinhas um grupo de putas, do que os filhos que  andam por aí a roubar. 

Ainda bem!

Para além de outros méritos, a candidatura de António Costa à liderança do PS deu a oportunidade a alguns ingénuos que ainda acreditavam que o PS de Seguro seria diferente do PSD de Coelho, perceber que andavam iludidos.
Apenas dois exemplos da geminação entre Seguro e Coelho:
1- Ao dizer, em entrevista à RR, que "agora" se sente como um pássaro fora da gaiola com liberdade para dizer o que pensa, Seguro confessou que anda há três anos a mentir aos portugueses. Para líder do maior partido da oposição, não poderia haver melhor cartão de visita para mostrar falta de carácter.
2- Em todo este processo pré-eleitoral interno, Seguro tem mostrado que além de ser teimoso, velhaco e incapaz de dialogar internamente, o seu único argumento para se manter na liderança são os estatutos. Na minha terra costuma dizer-se que uma pessoa sem argumentos é "muito poucachinha".
Ainda bem que Costa obrigou Seguro foi obrigado a tirar a máscara. Agora, ninguém que vote no PS, em próximas legislativas, pode dizer que foi enganado

Bibó Porto (7)

Palácio da Bolsa (Salão Árabe)



O salão Árabe do palácio da Bolsa é uma sala de visitas da cidade, onde são recebidos chefes de Estado, mas também um local onde se realizam diversos eventos culturais ao longo do ano.
De estilo mourisco é inspirado no Alhambra (Granada), merecendo uma visita atenta.  Prestem especial atenção às esculturas e pinturas ( a maioria de artistas portugueses consagrados) que enriquecem a decoração interior.

quinta-feira, 26 de junho de 2014

Chamem-me tuga, que eu não me importo

Portugal mereceu ser afastado da fase seguinte do Mundial. Jogou sem chama, muitos dos jogadores ou não podiam arrastar as pernas, ou estavam ansiosos por terminar a época e não "deram o litro".
Houve também culpas de Bento na convocatória. Hélder Postiga, Raul Meireles e Pepe vinham de lesões prolongadas e não estavam em condições. Deixar de fora jogadores como Quaresma e insistir em Nani, que quase não jogou durante toda a época, foi outro erro de palmatória.
A verdade, porém, é que Portugal sai do mundial com razões de queixa da arbitragem. Se contra a Alemanha, a única coisa a apontar contra o árbitro, é não ter marcado um penalti claríssimo contra a Alemanha, quando o resultado estava em 3-0, já contra os EUA fomos muito roubados. 
Aos 18 minutos os americanos deviam ter ficado a jogar com 10, depois de uma agressão sobre ( salvo erro) Moutinho e com o resultado 1-1 foi-nos negado um penalti que poderia ter mudado as coisas. Esse foi o jogo chave e, se acho que não nos devemos desculpar com as arbitragens, a verdade é que também não podemos andar a fazer figura de parvos, como se nada tivesse acontecido.
A esta hora podíamos estar a pensar no jogo com a Bélgica, mas não sei se valia a pena prolongar a agonia.
Nota de rodapé: apesar de todos os erros e teimosias de Paulo Bento ( ele promete reicindir e não dispensar nenhum dos jogadores que levaram Portugal ao Brasil) se a alternativa for a que por aí corre com insistência ( Manuel José), o melhor é deixá-lo ficar. Como diz o povo, para melhor está bem, para pior já basta assim

A negociação falhada

Portugal despede-se do Mundial com uma vitória magra sobre o Gana.
Durante a tarde os jogadores da selecção portuguesa bem tentaram, mas não conseguiram convencer os ganeses a jogar  com S. Bento da Porta Aberta na defesa.

Paulo Bento surpreende (Actualizado)


Esperemos que Alemanha e Estados Unidos ( ambas com treinadores alemães e amigos de longa data)  não combinem o empate e estraguem o milagre.
Em tempo: a estratégia montada por Paulo Bento  começa a funcionar.  Eu nunca vi chover no Recife, porque é mesmo coisa rara. No entanto, a esta hora, chove a cântaros no Recife e o jogo Alemanha-EUA pode vir a ser adiado. Isso implicará, igualmente o adiamento do jogo Portugal- Gana. Até lá, pode ser que sejam expulsos mais três ou quatro jogadores ganeses...

Dos perigos do fundo do mar



Na segunda feira, depois de assistir ao jogo entre os “Caipirinhas” e os  Camarões, fui acabar de ler a edição fim de semana do jornal i.
Um dos artigos que deixei propositadamente para o fim foi a entrevista  de Nuno Garoupa, o  funcionário de Alexandre Soares dos Santos que substituiu António Barreto na presidência da Fundação Pingo Doce.
A chamada de capa “ Juizes do TC  pensam como funcionários públicos” deixara-me no sábado à beira de um ataque de nervos, pelo que decidi deixar a leitura para mais tarde. Fiz bem.
Depois de ver os canarinhos aviarem  4 caipirinhas para engolirem  um único camarão e antecipando o prazer de assistir ao fogo de artifício da noite de S. João, no Porto Canal, li a entrevista com mais calma, o que me permitiu constatar que a afirmação de Garoupa foi precedida de falta grosseira do jornalista: 
- Os juízes pensam como funcionários públicos? – pergunta o entrevistador.
Garoupa, o entrevistado, limita-se a confirmar a presunção do pacóvio jornalista. É certo que o facto de ter sido o jornalista a desencadear as hostilidades, sugerindo  que os funcionários públicos são uns merdas que não pensam e devem ser tratados como lixo social, não justifica o assentimento de Garoupa.  Daí, que dedique este post aos dois.
Começo por explicar a ambos que pensar como um funcionário público é ser o médico que vos atende nas urgências,  o enfermeiro que vos alivia as dores, o bombeiro que impede que as vossas casas sejam consumidas por um fogo ateado por delinquentes ao serviço de interesses obscuros,  o polícia que vos garante a segurança, o juiz que julga os vossos litígios.
Pensar como funcionário público é defender o SNS, prestigiar as instituições, garantir o funcionamento do Estado. 
Para o jornalista -  cujo nome não vou reproduzir aqui -  e para o sr Garoupa, ser funcionário público é colocar entraves ao progresso. É  ter  a ousadia de respeitar o juramento de cumprir a Constituição. É cometer o pecado de defender as populações.  
Pois, para mim, o jornalista é mais um daqueles merdas com carteira profissional que obedece à Voz do Dono e o sr. Garoupa  mais um exemplo ( depois do cherne que nadou para Bruxelas e dos camarões que se enfrascaram com caipirinhas) de que a vida no fundo do mar está demasiadamente poluída e nos devemos abster de consumir certos peixes, para evitar intoxicações.

quarta-feira, 25 de junho de 2014

Um idiota chapado!

O Tozé  declarou-se feliz por ter saído da gaiola. No lugar dele teria mais cuidado, porque os passarocos de aviário não costumam ter muito tempo de vida quando se apanham em liberdade.
Assim que começou a bater as asas procurou demarcar-se do anterior governo do PS e afirmou que não teria assinado o Memorando.É um idiota chapado.
Não tarda nada, está a ser comido... por um coelho.

Nem para ir ao Pingo Doce?

O Ponta de lança dos matraquilhos




Cavaco é como um ponta de lança dos matraquilhos.Só se mexe quando é  movido por alguém. No caso vertente, o manipulador chama-se Pedro Passos Coelho. Basta-lhe dizer a palavra mágica, com três letrinhas apenas, e o boneco responde com a marcação de um golo a favor do governo.
Ontem, perante o presidente da Alemanha, humilhou os portugueses ao repetir e apoiar o discurso do manipulador Coelho: os portugueses portaram-se mal, o governo castigou-os e eles aprenderam a lição.
Dentro de dias vai enviar para o TC  diplomas que, em Dezembro, não lhe suscitaram quaisquer dúvidas.
Não seria melhor substituir aquela coisa que está em Belém a delapidar o dinheiro dos impostos dos portugueses em embaixadas viajeiras ao estilo de D. Manuel I, por um matraquilho?
Pelo menos sai mais barato e não tem direito a reforma. 

À hora da sobremesa...

Não foi a primeira vez que  Luis Suarez mordeu um adversário mas logo após a vitória contra a Itália, que  determinou o afastamento dos transalpinos, as redes sociais foram inundadas com fotos alusivas ao estranho comportamento do avançado uruguaio que deverá ser castigado pela FIFA e impedido de defrontar a Colômbia nos oitavos de final.

Como António Costa estragou os planos da troika

A crise no PS faz-me lembrar  o tempo dos  casamentos de conveniência, quando os pais obrigavam os nubentes a casarem-se, para unirem as fortunas  das famílias.
A troika  há muito destinou  Seguro como consorte de Coelho. O primeiro, incentivado pelo generoso dote, até não desdenha  o matrimónio mas ao segundo,  bem na vida por se deitar todas as noites com a amante submissa  a quem obriga a satisfazer-lhe todas as vontades e fantasias,  formalizar um casamento com Seguro   não era coisa do seu agrado. Preferia  continuar a dar umas voltinhas e explorar os avanços que a promitente nubente lhe permitisse,  continuando simultaneamente a desfrutar da lascívia da amante Portas.
Foi então que a troika recorreu aos serviços do notário Aníbal, solicitando-lhe que forçasse  Coelho a aceitar o casamento. A troika até aceitava que o pm mantivesse a amante. O importante para os mercados era a consumação do casamento.
Tudo parecia estar bem encaminhado, quando apareceu António Costa a estragar os planos da troika.
Seguro viu o dote a fugir-lhe e reagiu como uma virgem traída na véspera do casamento. Coelho, vendo que podia perder de uma assentada as carícias da amante e o seu quinhão do dote da prometida esposa, aceitou a mediação do notário Cavaco e assinou secretamente um contrato promessa de casamento, a consumar lá para 2015.
Costa veio estragar as contas da família. Vamos ver como reagem os mercados, se a troika não conseguir os seus intentos…

terça-feira, 24 de junho de 2014

Late night wander (106)

Ainda sou do tempo em que lia as aventuras do Zorro. Agora tenho de  ouvir as patacoadas do Zorrinho.

50+ 1 razões para amar...


Hoje é dia de S. João no Porto. Nem de propósito, li ontem um post dos jornalistas do Global Post, onde enunciam as 31 razões para se gostar de viver em Lisboa.
Os jornalistas não devem estar muito actualizados, porque ainda falam do Botequim como um bar de referência (Cof! Cof! Cof!)
Como sabem, não sou pessoa para me ficar, por isso, de imediato elaborei uma lista  com 50 + 1 razões para amar... o Porto!
Ora vejam lá se os tipos não vão ficar roidinhos de inveja por nunca terem visitado o Porto!

1- A noite de S. João
2- As cascatas sanjoaninas
3- O Teatro Nacional de S. João
4- A livraria Lello
5- A movida da Baixa
6- Os novos bares-livrarias da  Baixa
7- A renovada Rua das Flores
8- A rua  de Santa Catarina
9- As/ os portuenses
10- A francesinha
11- As tripas à moda do Porto ( especialmente as da casa Nanda)
12- O cimbalino
13- A Ribeira
14- O rio Douro
15- A Foz
16- A ponte D. Luís
17- O Majestic
18- Os chocolates da Arcádia
19- A padaria Ribeiro
20- A mercearia do Bolhão
21- As duchaises da  Leitaria da Quinta do Paço
22- Os jardins do Palácio de Cristal
23- A animação nos cafés
24- A torre dos Clérigos
25- O Palácio da Bolsa
26- A Banharia
27- A estação de S. Bento
28- A Sé ( e a sua vista soberba)
29- O bairro dos Guindais
30- A cooperativa Árvore
31- O teatro do Campo Alegre
32- Os engraxadores de sapatos
33- A Casa da Música
34- Serralves
35- O centro histórico
36- A Alfândega ( considerada o melhor centro de conferências da Europa)
37- A Rua dos Abraços
38- A monumentalidade dos edifícios da Avenida dos Aliados
39- O mercado do Bolhão
40- O Coliseu
41- O Rivoli ( Do Carlos Tê e do Rui Veloso)
42- A pousada do Freixo
43- A (renovada) casa de chá da Boa Nova
44- A esplanada do costume ( no Porto toda a gente tem uma esplanada que frequenta  quase diariamente, mesmo no Inverno)
45-A comida
46- A rota de Harry Potter ( foi no Porto, onde viveu e foi professora, que J.K.Rowling criou o Harry Potter. Agora, há um roteiro na cidade que permite seguir o rasto do pequeno feiticeiro)
47- O castelo do Queijo
48- O FC do Porto
49- O estádio do Dragão
50- A proximidade do Gerês ( e das praias e… e… e…)
50 + 1-A Sara Sampaio ( se andar às compras pela Baixa...)
Deixo aos leitores um convite para acrescentarem outras razões para se amar o Porto.
Eu deixei um comentário no Global Post. Quem estiver de acordo comigo, vá lá mostrar-lhes  o que perdem por não conhecerem o Porto.

Do comportamento sexual nas relações multilaterais

O ministro polaco dos negócios estrangeiros disse ao ex-ministro das finanças do seu país, que a relação da Polónia com os EUA é como fazer um bobó sem receber nada em troca.
Gostaria de saber a opinião do ministro polaco sobre a relação de Portugal com a UE, na qual nós damos tudo o que nos pedem e não exigimos nada em troca  Será sadomasoquismo, sodomia, ou apenas  taradice sexual?

Uma história mal contada?

Ontem, comentei aqui a demissão de Helena Costa.
Confesso que fiquei "com a pulga atrás da orelha" quando ela convocou para esta manhã uma conferência de imprensa, prometendo explicar a decisão. Teria sido vítima de assédio, como sugeriu uma leitora na caixa de comentários? Admiti que sim.
Hoje, porém, Helena Costa foi parca em palavras. Disse apenas que a sua demissão  foi  "uma decisão puramente pessoal" . Isso já todos tínhamos percebido, desde o momento em que se soube que fora ela a apresentar a demissão. Se era para dizer isso, não precisava de convocar uma conferência de imprensa.
As enigmáticas palavras do presidente do Clermont Foot " vai-se embora com o segredo dela" permitem especulações várias.
Não gosto de especular com estas coisas, mas fico com a sensação de que alguma coisa a terá levado a recuar na decisão de divulgar as razões da sua demissão. Uma mulher com a fibra e o curriculum desportivo de Helena Costa não se demite apenas "porque sim".

Em tempo: durante a tarde, Helena Costa emitiu um comunicado a explicar as verdadeiras razões que levaram à sua demissão: sentiu-se desrespeitada. Como aventei no post, a história estava mal contada. Helena Costa também não fica bem na fotografia por ter omitido, durante a conferência de imprensa - que ela própria convocou- as razões da demissão. Os jornalistas deviam merecer-lhe mais respeito.
Obrigado ao leitor Carlos Fonseca, que me alertou para o comunicado.

A legenda era outra, pá!

A questão destas duas fotos, não está na atitude da arruaceira. Está na atitude de Seguro. E no silêncio que se lhe seguiu.
E mais não digo, porque Seguro ( e a trupe que o rodeia) já me provoca vómitos!

segunda-feira, 23 de junho de 2014

A portuguesa que recusou entrar para a História



Em Maio, Helena Costa foi contratada, como treinadora, pela equipa francesa do ClermontFoot. A surpresa foi grande e a comunicação social, portuguesa e mundial, deu-lhe grande destaque. Teve direito a entrevistas, reportagens de televisão e chegou mesmo a ser capa de revista. Era a primeira mulher, no mundo, a treinar uma equipa de homens.
Hoje, Helena Costa bateu com a porta e despediu-se. Desconhecem-se ainda as causas da demissão, mas amanhã de manhã ( terça-feira) a treinadora portuguesa dará uma conferência de imprensa onde irá apresentar as razões da demissão.
Por agora, apenas se sabe que Helena recusou entrar para a História do futebol. Deve ser grande a frustração no balneário do Clermont Foot. Qual o homem que não gostaria de ser treinado por ela?

Se alguém desse uma Tecnoforma ao Seguro..

Já perdi a conta aos argumentos invocados  por Seguro para  reivindicar  a sua legitimidade de secretário -geral e justificar a recusa de realização de um congresso  extraordinário. No entanto, apesar de já  ter ouvido. quase todos os que constam do cardápio, ainda não ouvi o verdadeiro. E esse é: Medo! Miúfa! Cagaço!
Seguro e o seu círculo sabem que nem o  PS, nem o país, estão com ele. Sabe que ir a votos significa uma derrota e, acima de tudo, o desemprego. Que iria fazer Seguro sem a política?
Não sou militante socialista, mas o PS sei- como sabe qualquer pessoa de direita ou de esquerda, minimamente inteligente- que o país precisa de um PS forte. Que tenha  ideias e propostas alternativas. O problema do PS é estar neste momento a discutir muito as caras e ter esquecido o debate de ideias. 
 Claro que Seguro tem contribuído muito para isso. Desde que chegou ao poder, apenas tem enfraquecido o partido e já deu provas irrefutáveis de que prefere destruir o PS e marimbar-se para o país, a ir a votos no próprio partido.
Seguro tem sido amorfo ao longo destes três anos mas, curiosamente, deitou as garras de fora e encarniçou-se quando se tratou de dar luta a um camarada de partido.
O espectáculo triste a que temos assistido apenas confirma a falta de carácter de Seguro, que já tinha sido bem perceptível, aliás, na noite eleitoral de 5 de Junho de 2011.
Até aqui tinha pena de Seguro. Percebia a sua mágoa por ter sido traído pelo amigo de sempre, Passos Coelho.Compreendia a inferioridade de Seguro face ao amigo, por nunca ter tido um padrinho que lhe oferecesse uma empresa onde pudesse delapidar fundos europeus, para alargar a sua esfera de influência. Compreendia tudo isso e até que o sucessor de Seguro no partido se condoesse do homem e lhe arranjasse um lugarzito jeitoso, para o compensar desta travessia do deserto. Apesar de não ter evitado o naufrágio e ter mesmo contribuído para afundar o PS, Seguro merecia um agradecimento do partido.
Hoje, o que sinto por Seguro já não é pena. É desprezo. Esse é o único sentimento que se pode ter por  um homem que foi indigno na hora da derrota de Sócrates e sempre procurou apagar o passado do PS ( apesar de muitos erros, o governo de Sócrates trouxe mais igualdade ao país e um desenvolvimento que devia orgulhar todos os socialistas).
Seguro põe os seus interesses pessoais acima dos interesses do país. Sabe que a única forma de chegar ao poder é como muleta de Coelho e, aparentemente, isso chega-lhe. Mas não é suficiente para os portugueses que, apesar de tudo, preferem o original do PSD, a uma cópia rasca cor de rosa. Seguro nunca será primeiro-ministro mas nem ele, nem ninguém à sua volta, parece ter percebido.

Ora então 6+9= 15 . E vai um... É só fazer as contas

Por falar em contas...
Sabem qual era o mês de maior natalidade na cidade do Porto, nos idos de 40, 50 e 60? Não sabem? É só fazer as contas…
Hoje é noite de S. João. Vamos lá a trabalhar, tripeiros, para o aumento  da natalidade em 2015. 
Eu sou escorpião mesmo…

Pausa para descontrair



Uma boa hipótese para descontrair é aproveitar a hora do almoço, ou o final da tarde, para ir até à Gulbenkian. 
Por estes meses de Verão, uma das várias razões para ir até lá, é a exposição “Artistas Comprometidos? Talvez”, que reúne obras de 21 artistas contemporâneos, brasileiros, mexicanos, argentinos, colombianos, guatemaltecos, mas também da África do Sul, Moçambique, Marrocos, Portugal, França e Áustria. 
As obras e os artistas escolhidos pelo curador António Pinto Ribeiro para esta exposição pretendem questionar de que forma pode o artista comprometer-se num mundo globalizado. “Como e com o quê?”, pergunta o curador no texto de apresentação da exposição. “Como as obras produzidas, sem reivindicarem qualquer localismo, podem ser gritos locais ecoando no universo, ou como um compromisso com a beleza ou com a linguagem pode contaminar vários horizontes políticos e sociais.”
Estendendo-se ao jardim, esta exposição vai apresentar, até dia 7 de setembro no Edifício Sede da Fundação Calouste Gulbenkian, mais de duas dezenas de obras recentes, algumas das quais inéditas, produzidas expressamente para esta mostra, em suportes diversos: fotografia, escultura, instalação, pintura, desenho, filmes e vídeo. Obras que se relacionam com o mundo contemporâneo, com todas as suas descontinuidades e as diversas configurações que os artistas lhe atribuem.

Outra razão para dar um salto à Gulbenkian  é a exposição de Aguarelas " O Traço e a Cor" que estará em exibição até dia 21 de setembro.
E já agora, aproveite para visitar o Totem, o espaço onde decorreu entre 20 e 22 de Junho a " Festa da Literatura e do Pensamento da América Latina", onde tive a honra de participar.
É  uma composição arquitetónica que pretende representar de forma abstrata a América do Sul, as suas cores, texturas e sons, funcionando como espaço de reunião, de encontro e de contemplação. Está instalado  no jardim, junto à entrada da Biblioteca de Arte.
Hoje à noite, uma boa alternativa à bola é assistir à estreia mundial  de Yvonne Kane, um filme de Margarida Cardoso rodado em Moçambique que gira à volta de uma investigação sobre as verdadeiras causas da morte de uma ex-guerrilheira e activista política. É às 22 horas, também na Gulbenkian.

Para não perdermos o hábito...

Sempre que as expectativas são grandes, o desastre acontece.
Desta vez Paulo Bento deu uma ajuda. Seleccionar 4 ou 5 jogadores em péssimas condições físicas, na esperança de que recuperem, é confiar na sorte.
Estar a fazer contas, depois do empate de ontem? Ridículo!
Acusar apenas Paulo Bento pela vergonha? Vistas curtas.
É mais fácil acusar os árbitros, do que olharmos para os nossos próprios erros e tentar corrigi-los. É algo que faz parte do nosso quotidiano e se aplica a todos os sectores de actividade.
O Carlos Queiroz era mau,não era?
Claro que era. Punha o dedo na ferida, destapava os podres e as altas instâncias não gostam de ver o seu poder contestado. 
Enquanto assim for, nunca triunfaremos como  colectivo.Só seremos bons como indivíduos. Como ontem, uma vez mais, ficou demonstrado:
Rui Costa venceu a Volta à Suíça.
Tiago Machado venceu a Volta à Eslovénia.
Dulce Félix venceu os 5000 metros nos campeonatos europeus de atletismo.
Isto permite tirar ilações sobre o nosso presente, passado e futuro como povo e como Nação, mas agora não estou para aí virado...

domingo, 22 de junho de 2014

Um Mundial de sonho

O diário catalão Sport elaborou o melhor onze feminino do Mundial-2014, selecionando  as mulheres mais vistosas dos futebolistas que estão no Brasil.
Tal como o  namorado CR 7, Irina Shayk também joga no ataque,  ao lado da italiana  Antonella Rocuzzo, a  parceira  de Lionel Messi, e  da brasileira Bruna Marquezine, companheira de Neymar.
Esta, coitada, é que bem se esforçou, mas não foi convocada!

Finalmente, um português rouba um alemão!

Rui Costa venceu pela terceira vez consecutiva a Volta à Suiça em bicicleta.
Ao vencer a última etapa, roubou a camisola amarela ao alemão Tony Martin

É oficial!

Começou o Verão. Segundo as previsões meteorológicas, chove pelo menos até quarta - feira. Porreiro,pá! 

Le premier bonheur du jour

Tenham um bom domingo

sábado, 21 de junho de 2014

Boas e más notícias

Comecemos pelas boas.
A Alemanha empatou com o Gana o que não lhe permitirá fazer um jeito ao Klinsmann na última jornada.
Portugal ficou, assim, a depender de si próprio. Desde que ganhe os dois jogos, será sempre apurado, pois deixou de ter de se preocupar com o goal average.
Agora as más
Quem pensava que o Gana era pêra doce, desengane-se. Mesmo que Portugal ganhe amanhã aos EUA, terá um osso muito duro de roer no jogo com a selecção africana que, recordo, passou sempre a fase de grupos.

Valha a boa disposição

Os espanhóis demonstraram grande sentido de humor  após a eliminação do Mundial.  Na Internet, multiplicam-se montagens replicando episódios e figuras da vida espanhola.
Como é o caso desta, em que se evoca a célebre frase " Por qué no te callas", dirigida por Juan Carlos a Hugo Chavez.
Mas há muitas mais. Pode ver algumas aqui

O Naufrágio

Na hora da despedida da seleção para o Brasil, Cavaco  anunciou a boa nova aos jogadores:
“Vocês carregam os nossos sonhos”
Os jogadores interpretaram mal a mensagem. Pensavam que  Cavaco  se referia ao sonho que alguns milhões de portugueses acalentam de ver o governo corrido de S. Bento o mais rapidamente possível.  Ora atravessar o Atlântico com um fardo destes às costas, era peso demasiado sobre os ombros dos jogadores. 
Por isso, chegaram a Salvador sem forças e  foram vencidos pela  muito bem apetrechada armada alemã. 
O naufrágio ainda não se consumou. Se derrotarem os exércitos americano e ganês, ainda lhes restará um sopro de vida. Ilusão efémera, todavia. Se Portugal passar aos oitavos de final voltará a Salvador,  no dia 1 de Julho, para defrontar  a Bélgica ou a Rússia.  Ora Salvador não nos permite acalentar quaisquer esperanças. Foi também aqui que sucumbiu a Espanha, perante o exército da Laranja Mecânica.  Como muito bem explica Ferreira Fernandes,o problema foi termos aceitado jogar em Salvador.
A selecção não acalentou os nossos sonhos e lá vamos ter de aturar este governo mais  um ano. Ou talvez cinco, porque Porto Seguro conluiou-se com o inimigo e transformou-se num Cabo das Tormentas que ameaça destruir a nossa esperança.

sexta-feira, 20 de junho de 2014

Enganei-vos, mas foi por uma boa causa....

Quando publiquei este post não me apercebi, de imediato, que a notícia era falsa. Só quando fui fazer o link é que vi que não era do "Público", mas sim uma reprodução pirata. 
Hesitei em publicar, mas decidi fazê-lo, para lançar um alerta a todos os leitores.
Está muito em voga este tipo de trapaças, por isso, quando lerem uma notícia que vos deixe alguma desconfiança, vão verificar o endereço, para ver se estão na página do jornal, ou se trata de imprensa falsa.
Este aviso serve, igualmente, para quem costuma fazer compras através da Internet.
Embora a esmagadora maioria dos sites seja seguro e tenha mecanismos que permitem aos consumidores constatar a sua fiabilidade, tenham sempre muita atenção aos endereços porque há situações em que entramos numa página e, sem que nos apercebamos, somos direccionados para uma outra que é pirata. Muitas das burlas na Internet são feitas assim, por isso, tenham cuidado!
Tenham um bom FDS!

Bibó Porto (6)



Na próxima segunda feira, pelo fim da tarde, as ruas do Porto começarão a encher-se de foliões e aos céus  subirão milhares de balões iluminados. Pela meia noite, o fogo de artifício brotará da ponte e das margens do Douro, deixando milhares a olhar para o ar, embasbacados com o festival de luz e som.
A noite de S. João pode não ser a melhor noite do mundo mas uma vida nunca fica completa sem uma ida ao Porto nessa noite ímpar. Andar de nariz no ar a ver os balões, dar e levar com o alho porro, ou mesmo com o irritante martelinho, é uma experiência que merece ser vivida. Foi para viverem essa experiência que milhares de turistas invadiram o Porto ano passado, ocupando 95% da capacidade hoteleira da cidade.
Este ano, de acordo com as notícias da imprensa, já não é possível encontrar quartos na maioria dos hotéis.

Da esquizofrenia à dialéctica

Ainda no ano passado, um ministro apareceu e disse: "Demito-me!" E dias depois: "Tarã! Voltei!" Só que essa contradição, protagonizada pelo mesmo, soou um bocado a esquizofrenia. Agora, é mais elaborada. É dialética.
O Governo insiste em ilustrar o povo- Ferreira Fernandes hoje, no DN

Como pode um Governo que se queixa de uma alegada "falta de bússola" das decisões do TC ignorar os ziguezagues do PR nos pedidos de fiscalização? É simples: o Presidente, qual drone, passou a ser telecomandado pelo centro de operações de São Bento. Piruetas, tombos e deslizes devem-se à perícia (é mais falta dela) de quem manobra. Fazendo do Presidente, à vez, estafeta, agente provocador e infiltrado. E ele, aparentemente, encantado.
O drone de Belém - Fernanda Câncio hoje, no DN

Duas leituras a não perder!

Uma frase que é todo um programa

" (...)o Governo manifestou sempre disponibilidade para cumprir todas as decisões do TC", - afirmou hoje Passos Coelho durante o debate na AR.
Eu pensava que as decisões dos tribunais eram para ser escrupulosamente cumpridas e, quem não as acatasse, sofreria consequências mas, ao que parece, para o pm não é bem assim. É preciso haver disponibilidade do governo! 
Já estou a imaginar um criminoso, condenado a prisão, a responder ao juiz que acabou de ler a sentença:
" Muito bem, senhor doutor juiz. Eu compreendo e aceito as suas razões para me aplicar uma sentença de 15 anos de prisão, mas fique o Meritíssimo a saber  que, neste momento, não tenho disponibilidade para cumprir a pena. Vou ali tratar de uns assuntos e quando tiver disponibilidade eu volto, está bem?"
Num debate em que contestou diversas vezes as decisões do TC, Passos Coelho mostrou ainda outra visão vanguardista em relação aos juízes. Embora sejam 13, o pm escudou-se sempre na declaração de voto da juíza Lucília Amaral, para defender que o TC  está a invadir a esfera legislativa do governo. 
Finalmente, apesar da declarada  disponibilidade para cumprir as decisões do TC, PPC  foi avisando que não pagará os subsídios de Natal por inteiro.Ou seja. O governo só cumpre as decisões do TC quando lhe apetece.


Uma saída digna, por favor!

Se já tinha poucas esperanças na passagem de Portugal à fase de grupos, esta manhã fiquei sem nenhumas. Quando um treinador pede a ajuda "de outro mais experiente" e a Federação acede de bom grado, é porque alguma coisa vai muito mal. Além de ser um péssimo sinal para o balneário, é a assumpção de incompetência, por parte do treinador. Ou será apenas a incapacidade (falta de poder?) de Paulo Bento se impôr a Cristiano Ronaldo, acabando-lhe com as birras?
A singularidade de uma selecção ter dois treinadores, talvez atire Portugal para as primeiras páginas dos jornais. Pelo ridículo da situação.
Em 2002 parece que havia alhos no balneário. Este ano há Jesus e Bento. 
Espero que a primeira medida da FPF, após o regresso a Lisboa, seja despedir Paulo Bento. Ou Cristiano Ronaldo, se tiver coragem para isso...
Em tempo: consta que é CR 7 quem faz a equipa. Como já em 2010, na África do Sul, pretendeu fazer. Só que pela frente estava Carlos Queiroz...

quinta-feira, 19 de junho de 2014

Bem prega frei Tomás...

Se eu fosse presidente da Câmara de Lisboa...



A Avenida. da Liberdade vai estar parcialmente fechada ao trânsito durante vários dias, para que o tio Belmiro "Continente" Azevedo possa fazer lá um Piquenicão no próximo sábado.
Devo dizer que discordo deste encerramento,  mas por razões opostas àquelas que criticam António Costa
( A propósito... quando é que o Brillhante vem dizer "não foi para isto que o elegemos?)
Se eu fosse presidente da câmara de Lisboa,encerrava a Av. da Liberdade ao trânsito automóvel definitivamente e transformava aquilo num Passeio Público. Apenas poderiam circular transportes públicos nas faixas laterais e os automóveis poderiam apenas cruzar a Avenida nos eixo perpendiculares.
A Av da Liberdade é uma artéria vital da cidade de Lisboa e está gravemente doente, por causa da poluição automóvel. António Costa condicionou o trânsito, os lisboetas protestaram, mas hoje em dia já se habituaram. A mais bela avenida da capital sentiu algumas melhoras, mas continua gravemente doente. Esta semana de repouso vai fazer-lhe bem, mas depois  terá uma recaída. Só cortando o mal pela raiz poderá curar-se.Cortar ali o trânsito,definitivamente, seria a única forma de extirpar o mal e Lisboa lucraria com isso. 
(Estejam os lisboetas descansados, porque nunca serei presidente da câmara de Lisboa.)


A galinha do vizinho...

Os jornais portugueses enchem-se de parangonas a replicar a história de Letizia, invadindo a esfera das revistas cor de rosa.
Às tantas, a história de Passos Coelho também era capaz de revelar coisas interessantes, mas isso não aguça o apetite dos jornalistas lusos.

Chega de solidariedade, está bem?

Quando a Espanha levou 5 da Holanda, Portugal mostrou a sua solidariedade com "nuestros hermanos" e deixou que a Alemanha nos aviasse com 4.
Foi um gesto bonito, sem dúvida, mas depois da derrota da Espanha, ontem, frente ao Chile, espero que Ronaldo e Cª não repitam a gentileza. Uma vez  chega, ok?
Deixem-se lá de mesuras e dêem mas é cabo dos "camones" e depois aviem o Gana. 

A mentira tem perna curta

Passos Coelho encarregou Poiares Maduro de comunicar ao país que se ia vingar da decisão do TC, não repondo os cortes no subsídio de férias a quem já o recebeu.
Não querendo admitir que é caloteiro  ( só quando estava na Tecnoforma é que era um mãos largas a usar os fundos europeus)  Passos Coelho voltou a recorrer à hipocrisia e incumbiu Maduro de comunicar ao país a sua profunda consternação pelo facto de ser obrigado, pelo TC, a tratar de forma desigual os seus funcionários.
A mentira ( como a hipocrisia) tem perna curta e bastará recuar duas semanas para se encontrar uma outra situação em que o governo não lamentou o tratamento desigual dos pensionistas.

quarta-feira, 18 de junho de 2014

Há coincidências do caraças, não há?

Por esta hora, estará reunida no Museu Bordalo Pinheiro  a tertúlia " Manguito... um gesto bem português". A reunião serve para assinalar o aniversário da criação do Zé Povinho  mas, por coincidência, hoje mesmo um general fez um manguito a Belém

Perguntas que se impõem



Depois da abada de 13-0, ocorre-me perguntar:
-A Teresa Leal Coelho vai dar uma entrevista ao Público a exigir que os juizes sejam vergastados nas escadas de S. Bento?
- O governo vai continuar a reagir com contenção, depois de ter sido humilhado pelos juízes?
- Passos Coelho aceita a recomendação dos juízes e vai estudar, ou vai pedir uma aclaração em banda desenhada para perceber melhor?
- A reacção do Governo ( através de Poiares Maduro) dizendo que não irá repor os subsídios de férias dos trabalhadores que receberam em Maio é vingança, oportunismo, ou burrice mesmo?
- O Cavaco já teve outra reacção vagal, só de pensar como vai descalçar esta bota?

Uma abada é levar 13-0

Andamos nós preocupados porque Portugal levou 4 secos da Alemanha? Então que dirá o governo  depois de os juízes do TC  lhe darem uma abada de 13-0?
Assim como quem diz: vão aprender a governar, malandros!

Logo à noite vai ser assim...


Hoje acordei assim

Para quê  aumentar os impostos sobre produtos nocivos à saúde, cortarem-nos o sal e o açúcar para nos prolongarem a vida,  se depois tratam os velhos como  despesismo e estorvo ao crescimento?



terça-feira, 17 de junho de 2014

Passos Coelho manda e Cavaco obedece

Pedro Passos Coelho lembrou-se agora que é melhor o PR mandar os diplomas do governo para fiscalização preventiva do Tribunal Constitucional. Segundo as suas próprias palavras, " o governo não sabe bem até onde pode ir em matéria constitucional e isso prejudica a acção do governo e deixa as pessoas na incerteza".
É lamentável que só ao fim de três anos o pm reconheça a sua incompetência e admita que, por força dela, os portugueses - especialmente pensionistas e funcionários públicos-têm andado em constante sobressalto.
Não deixa igualmente de ser surpreendente que tenha de ser o governo a alertar o PR para ter mais cuidado com os diplomas que envia para promulgação, porque podem ser inconstitucionais. 
Apesar de tudo, o PR não merecia ser tratado como um zombie pelo governo.
Parece-me óbvio que Cavaco vai obedecer a Coelho, mas fica por esclarecer algo importante: agora é o PR que obedece ao governo? Há aqui qualquer coisa que me faz lembrar o Estado Novo. Nesse tempo, o Cabeça de Abóbora também fazia tudo o que o Botas mandava. Sem tugir, nem mugir. Agora é o Thomaz das Alcagoitas a amouxar quando o Coelho das Botas  lhe dá ordens. Só mudaram os nomes
Não é que esta inversão de poderes seja  surpreendente. Eu já previra a hipótese de o árbitro estar comprado. 
Mas lá que custa assistir a esta degradação do regime,  issocusta...

Noite de insónia



Antes de me deitar, liguei finalmente a televisão. Em má hora o fiz. Não vi notícias sobre o mundial da bola, mas vi imagens horripilantes sobre as execuções  perpetradas pelos jihadistas no Iraque. Imagens  chocantes  que as televisões passaram, porque a barbárie não pode ser varrida para debaixo do tapete, só para aliviar as nossas consciências. Ou fazer esquecer que há um português  co-responsável por  este holocausto. Chama-se Durão Barroso, é presidente da Comissão Europeia há 10 anos e não desdenharia ser presidente de Portugal,  no caso de a Merkel não lhe arranjar coisa melhor lá por fora.
As imagens, repito, são aterradoras e não as reproduzo aqui ( quem quiser vê-las, sugiro que  váaqui).
Abro apenas uma excepção para esta acima onde se vê um jovem xiita, envergando a camisola de Nani , a ser encaminhado para o local onde vai ser executado.
As imagens não me deixaram dormir toda a noite.  
Já Durão Barroso, apesar de ser co-responsável por tudo o que aconteceu e está a acontecer no Iraque, dormiu muito tranquilamente. Quando acordou, nem  viu as mãos cheias de sangue de vítimas inocentes. Tomou o pequeno almoço e foi fazer uns telefonemas  para saber qual o seu destino, quando abandonar  o lugar que lhe foi oferecido como recompensa por ter avalizado a invasão do Iraque, depois de servir de anfitrião ao acordo entre Bush, Blair e Aznar, e ter jurado  que tinha visto armas de destruição maciça! 
Os canalhas gostam sempre de se vangloriar que dormem o sono dos justos.


Uma democracia moderna

Ontem, depois de tomar a bica nocturna a horas tardias*, peguei nos jornais da manhã que ainda não tivera oportunidade de ler. 
Já ando farto dos noticiários televisivos prenhes de notícias da bola, esquecidos que há mais mundo para além de um campo de futebol. o mundo que, felizmente, ainda vem nos jornais e nos informa de coisas a que devíamos dar mais atenção. Como, por exemplo, o corte do fornecimento de gás à Ucrânia, ordenado por Putin. Temo, a propósito, que se Merkel insistir em ligar o esquentador ( Juncker) a Bruxelas, a falta de gás nos gasodutos europeus provoque uma explosão de grandes dimensões. 
Mas a notícia que me levou a escrever este post vem de Israel. 
Três jovens israelitas que pediam boleia na estrada que conduz a Hebron, desapareceram na tarde de domingo.  As causas poderão ter sido várias mas o radical pm israelita, Benjamim Netanyahu, não teve quaisquer dúvidas. Tem a certeza que os jovens foram raptados e  acusou de imediato o Hamas pelo desaparecimento. Vai daí, como a justiça israelita é rápida e eficiente, em menos de duas horas foram presos oitenta palestinianos suspeitos de envolvimento no alegado rapto. Provas? Não há. Em Israel bastam as suspeitas fundadas no ódio para prender palestinianos e libertar soldados israelitas autores de crimes bárbaros. 
Não ouvi, nem li, notícia de uma reacção do Ocidente face à actuação do governo de Israel. Não sei se tal se deve ao facto de estes casos serem tão banais, que já nem merecem reparo, ou se os governos ocidentais continuam a pensar que Israel é uma democracia. Moderna e ao gosto dos mercados, certamente...
Também não vi notícia sobre as meninas nigerianas raptadas pelo Boko Haram, nem sobre as diligências que estão a  ser efectuadas por EUA e UE para as resgatar. 
O futebol funciona como uma esponja limpa vidros. Não retira a porcaria, mas dá a sensação de que o vidro ficou lavado.

 *Depois do desastre de S. Salvador, nem liguei a televisão para não ter de ouvir os comentadores que andaram com Paulo Bento ao colo durante meses, a zurzirem no seleccionador, culpando-o pela derrota e por ter insistido numa selecção de velhos, onde alguns notoriamente não têm lugar, por ser muito conservador, blá, blá, blá.

De pequenino se traça o destino...

Ontem, no Goethe Institut em Lisboa, uma criancinha portuguesa chorava copiosamente, enquanto os alemães festejavam a vitória com litradas de cerveja.
Ao ver a cena, lembrei-me de um outro episódio ocorrido sexta-feira, no Biergarten, em Cascais. Enquanto  os holandeses celebravam a copiosa vitória  sobre Espanha, uma criancinha espanhola colocou-se em frente às câmaras de televisão e gritou a plenos pulmões:
" Y Viva España!"
Pois é..."de pequenino se traça o destino"- como diz a sabedoria popular

É isso mesmo!

segunda-feira, 16 de junho de 2014

Venha o próximo!

Nada de desculpas. Foi mesmo pénalti, o Pepe foi bem expulso e não jogamos nada. Azar para o arbitro, foi não ter visto o pénalti claríssimo a favor de Portugal. Mas não se culpe o Arbitro,porque as culpas devem ser encontradas no seio da selecção. Ali se encontra a explicação para o fracasso.
Agora vamos ao que interessa:
Todos sabíamos que este jogo não era do nosso campeonato. A Alemanha tem uma excelente equipa e tem possibilidades de ir a final e vencer. O nosso Mundial começa no domingo. Se não conseguirmos ganhar aos americanos e aos ganeses, então não fomos fazer nada ao Brasil. Ou melhor, fomos fazer turismo. Como o Pires de Lima, que aproveitou esta época do Mundial para ir ao Brasil com uMa embaixada de empresários.

Pára tudo! Ou talvez não...

O país inteiro  vai parar entre as 17 e as 19 horas ( pelo menos) para ver um jogo de futebol. Contemos com os mais novos para manter a estabilidade do PIB.

Ver para crer. O resto é treta!


Enquanto a Rádio Comercial divulgava a actuação deste camelo  para nos animar com o prognóstico  que dá a vitória a Portugal no jogo com a  Alemanha, outros camelos fazem  prognósticos menos animadores:
Portugal perde com a Alemanha, ganha ao Gana e empata com os Estados Unidos, passando aos 1/8 de final como segundo classificado do grupo- prevê a cáfila da Bloomberg.
Não chegará aos quartos  porque, na previsão dos camelos financeiros, Portugal será derrotado pela Bélgica por 1-0.
Além de não ser novidade ( Defour, o jogador belga que joga no FC do Porto , fez a mesma previsão em Maio) esta previsão dos camelos da alta finança não deve ser muito fiável pois, até ao momento, apenas conseguiu 50€% de acertos.
Para tirar dúvidas, o melhor é ver os jogos. Mas se não estiver para perder tempo, nem quiser correr o risco de ser acusado de traição, por estar diante de um televisor quando devia estar a trabalhar e a contribuir para o PIB, consulte os resultados finais e confirme qual o camelo que tinha razão.

O Mundial visto por...

John Oliver. A não perder! It's really amazing!

domingo, 15 de junho de 2014

Já não há traidores como antigamente

  1. O Miguel de Vasconcelos também era um intelectual de direita, mas não teve sorte. Foi defenestrado, por traição à Pátria.
  2. Os novos intelectuais de direita também estão a sair do armário mas,em vez de serem defenestrados, estão a ser acolhidos com entusiasmo pela comunicação social, que ainda lhes paga para defenderem ideias que visam submeter  Portugal aos interesses de Bruxelas. 

Pornografia para maiores de 6 anos

Miley Cyrus actua esta noite no Meo Arena em Lisboa. Centenas de fãs estão desde ontem acampados à  porta. Num intervalo entre futebóis, as televisões lá arranjaram tempo para mudar o tema dos noticiários de uma bola só e foram entrevistar alguns adeptos de Cyrus. Todos unânimes na devoção pela cantora. Uma  miúda aparentando uns 12 anos disse que adorava as canções dela e as "badalhoquices que ela faz em palco".
Não sei quais serão as "badalhoquices" que Cyrus irá estrear esta noite em Lisboa. Sei que o espectáculo é para maiores de 6 anos.
Porreiro, pá!

Le premier bonheur du jour

Tenham um bom domingo. Nunca abdiquem dele!

sábado, 14 de junho de 2014

Ofir


No programa Portugal Português do último domingo, ouvi o ministro do Ambiente dizer que está a ser estudada a hipótese de investir 1,2 milhões de euros na recuperação das Torres de Ofir, três mamarrachos execráveis que deram cabo da paisagem e são responsáveis pela erosão daquela praia maravilhosa onde fui muito feliz, mas que está igualmente ligada a um dos episódios mais negros da minha vida.
Surpreende que o governo esteja disposto a gastar, em tempo de crise, uma verba tão elevada, até porque apenas meia dúzia de apartamentos estão habitados e o valor estimado para as indemnizações deverá ser muito inferior. Não seria mais aconselhável meter ali um camartelo e devolver a Ofir a paisagem de outrora?
Ainda recordo bem as férias em Ofir

Isso não se faz, pá!


A poucas horas do inicio do Mundial, enquanto  as revistas e cadeias de TV falam da vida das celebridades, o Chefe da tribo dos “Kaya po” recebeu a pior notícia da sua vida: Dilma, a presidente do Brasil, deu a sua aprovação para a construção de uma enorme central hidro-eléctrica (a terceira maior do mundo).
A barragem inundará cerca de 400 000 hectares de floresta. É a sentença de morte para todos os povos que vivem junto das margens do rio.
Mais de 400 000 Índios terão de encontrar novos lugares para viver.
A destruição do habitat natural, a desflorestação e o desaparecimento de muitas espécies são um facto!
Nós sabemos que uma imagem vale por mil palavras, e mostra o verdadeiro preço a pagar pela “qualidade de vida” dos nosso modos de vida “modernos”.
Já não há mais lugar no mundo em que vivemos para aqueles que vivem , perdendo a sua identidade.
(recebido por e-mail)

sexta-feira, 13 de junho de 2014

O leitor decide

O que prefere?
Ver noticiários a abrir com meia hora de futebol
Ver as marchas de Sto. António
Ou
Ver aTeresa L.Coelho em posição de peixeira na A.R.?

Isto agora é que vai ser uma animação!

Durante um mês os telejornais vão abrir com notícias da bola e só um terramoto político ( ou dos outros) poderá tirar a a primazia ao mundial de futebol.
Em Belém, S. Bento, S. Caetano e Caldas, vai reinar a tranquilidade e muita animação. De fininho, vão aproveitar para fazer umas safadezas, enquanto o povo está distraído diante da pantalha.

Bibó Porto (5)

A "movida" traz cada vez mais gente à baixa do Porto. Ao fim de semana, as ruas enchem-se de linguarejares diversos (onde predomina o galego), e a animação é esfusiante nos inúmeros espaços que abriram na zona. Há música na rua, muita alegria e por vezes, claro, alguns excessos etílicos.
Jante num dos restaurantes da Galeria de Paris, ou coma umas tapas na Picaria, na José falcão ou onde muito bem lhe apetecer. Depois vá fazer a digestão a um dos belíssimos bares, onde pode optar entre a calma de uma sala de leitura ou música estridente. Dê uma volta pelas ruas e quem sabe se não lhe acontece uma cena destas...

quinta-feira, 12 de junho de 2014

Isto esta muito melhor!

Quem o disse foi a loira do Gaspar.Espera-se,a todo o momento, que a sócia do Vale e Azevedo venha para as televisões, de mão na anca, corroborar a loira.
Depois deve vir o Barroso garantir que também o Iraque esta muito melhor.

Do desempenho dos papagaios (2)

Talvez por causa do post anterior, hoje lembrei-me do talk show que a RTP ofereceu a Passos Coelho em Outubro de 2013.
Na altura o director de programas, Paulo Ferreira, garantiu que oportunamente daria a oportunidade a Seguro de brilhar num programa com as mesmas características. Eu sei que houve mudanças na direcção de programas, mas à  RTP só ficaria bem cumprir a promessa e convidar o líder do PS. 
Não sendo apropriado fazê-lo antes de se saber como se resolve a disputa  do Rato, fica uma sugestão: começar a convidar lideres de outros partidos. Ficaríamos todos mais esclarecidos sobre as propostas que os candidatos a PM  têm para apresentar ao país, nas próximas eleições legislativas. 

Entretenimento, estupidez ou irresponsabilidade?

Um pouco de tudo, suponho.
Em matéria de realityshows a escalada da estupidez parece não ter limites. O canal de televisão americano Lifetime teve a sublime ideia de pegar em mulheres grávidas e levá-las para a selva, onde vão parir pelos seus próprios meios, sem qualquer tipo de assistência médica.
Não sei  quem será mais irresponsável. O canal de televisão ou as mulheres que se dispõem a participar num espectáculo destes.
Se não for muito impressionável, veja o video aqui

Boa piada!

PSD admite nomear um comissário do PS. O nome avançado pelo Sol e Luís Amado. Ainda me estou a rir!

quarta-feira, 11 de junho de 2014

Vox populi

Esta manhã, sentado na esplanada do costume onde agora já ninguém pede um cimbalino, escuto este desabafo:
"Botar no Seguro é  cumo dar uma caixa de fósforos a um pirómano no meio da floresta, c.....!"
Com este sotaque nortenho, a frase ganha uma expressão muito mais cativante!  

Há coisas do caraças, não há?

Marinho e Pinto foi eleito deputado europeu tendo como barriga de aluguer o MPT, partido que se diz ecologista. Seria pois de esperar, que Marinho e Pinto e o seu apêndice integrassem a família dos Verdes no Parlamento Europeu.
Só que o Verdes europeus perceberam que Marinho é verde por fora, mas um bocado negro por dentro e, vai daí, rejeitaram acolher os deputados portugueses no seu grupo. Uma das razões invocadas, foi o facto de Marinho e Pinto ter posições homofóbicas que expressou diversas vezes. Rejeitado pelos Verdes, Marinho e Pinto foi acolhido pelos Liberais.
Este facto não parece ter provocado engulhos aos simpatizantes do ex- bastonário, que continuam a quereer vê-lo como PR. Não lhes chegou um Cavaco, já querem outro? 

terça-feira, 10 de junho de 2014

Resumo do dia

A Visitação
                                                               Ghirlandaio Domenico
Consta que foi assim

Quem se limpa a estes guardanapos?



A Renova criou estes guardanapos de papel com as caras de Felipe VI e Letízia. Não sei se os espanhóis vão querer limpar-se a esses guardanapos reais, mas aproveito para fazer uma sugestão a esta criativa empresa portuguesa. Porque não criarem uma gama de papel higiénico com algumas figuras republicanas portuguesas? Se não estão a ver quem, escrevam-me que eu dou umas sugestões. Mas aviso desde já que quero percentagem nas vendas...

Do fanico de Cavaco ao hemorroidal de Coelho

Há minutos, a Martinha telefonou-me a perguntar se eu sabia alguma coisa sobre o fanico do Cavaco. Eu, que até estava lá, esclareci-a que  Cavaco não teve nenhum fanico, mas sim uma reacção vagal.
A Martinha disse que eu estava maluco, porque quando uma pessoa desfalece é porque está sem reacção e, visivelmente incomodada, escarneceu sobre a minha condição de jornalista que, mesmo estando em cima do acontecimento, ainda sabe menos do que ela, que viu tudo na televisão.
" Foi mesmo um fanico, porque eu vi bem o que se passou na televisão!" - estrebuchou ela 
 Não insisti mais com a reacção vagal do presidente e disse à Martinha para ter em atenção as palavras daquele militar que falou à multidão que protestava e exigia respeito pelas Forças Armadas.( Não pelo presidente)
A Martinha, que ainda não percebeu nada do que se está a passar em Portugal perguntou-me se o Cavaco era militar e, sem esperar a minha resposta, afivelou-me outra pergunta:
- Olha lá Carlos, e qual foi o problema com o Passo Coelho?
- Não sei, não vi problema nenhum...
- Pois, vocês não vêem nada, são como os comentadores de futebol que depois de nós termos visto que não havia fora de jogo,  ficam à espera de 20 repetições para confirmarem que o árbitro tinha razão.  Mas eu, que vi tudo pela televisão, também te posso dizer que o Passos estava com um ataque de hemorroidal. Bastava olhar para a cara dele, para se perceber logo, mas vocês, jornalistas, que estão em cima do acontecimento, não vêem nada! Não estranharam que ele tenha cantado o hino de boca fechada? Aquilo eram as dores do hemorroidal, que não lhe permitiam abrir a boca, Carlos! Da próxima vez tens de me levar contigo, para eu te ajudar a perceber as coisas.
- Olha Martinha, tá bem, da próxima vez eu faço a cobertura dos acontecimentos do 10 de Junho diante do televisor, como fez um dia um camarada meu que fez a reportagem dos 21 dias da Volta à França, para um jornal, sem nunca ter saído de Paris.
- Esse teu camarada é que a sabia toda! Devias ter aprendido alguma coisa com ele.
- Tá bem, Martinha. Olha, agora vai buscar o cachecol e a bandeira, planta-te em frente ao televisor e começa a torcer por Portugal, porque hoje à noite há jogo e o mundial começa já na quinta-feira. Estas coisas do 10 de Junho não interessam nem ao menino Jesus. 
E foi assim que me desenvencilhei das inconveniências da Martinha e empreendi a viagem de regresso ao Porto.

Vamos ao circo?

Guarda em dia de nevão
Hoje há palhaços e canitos amestrados.

segunda-feira, 9 de junho de 2014

Tergiversações sobre buracos

No Jornal das 8 da TVI, Ricardo Araújo Pereira entrevistou Eduardo Barroso, que tentou explicar a metáfora de Bruno de Carvalho sobre as nádegas. Pelo que percebi, as nádegas são o Benfica e o Porto e o Sporting está entalado no meio. Então os tais ventos mal cheirosos são produzidos em Alvalade, dr. Barroso? E eu a pensar que o SCP tinha saído do buraco!
No Jornal da Noite da SIC, Miguel Sousa Tavares disse que Alberto João Jardim veio discretamente a Lisboa, na sexta-feira, pedir 950 milhões de euros para equilibrar as contas da Madeira. Percebo agora melhor a razão por que Passos Coelho decidiu  meter a mão nos bolsos dos funcionários públicos e dos pensionistas: foi para tapar o buraco do Jardim!
Cheira-me a esgoto!
Para desanuviar vou beber um copo ali ao Clube 21. Pelo caminho vou passar pela farmácia para comprar uns supositórios, porque amanhã de manhã cedo vou para a Guarda e podem fazer jeito a alguém.

António Costa: a hora da verdade

As pessoas hesitantes têm tendência a tomar decisões na hora errada. António Costa hesitou em avançar  para suceder a Sócrates e recuou ano passado, quando tinha todas as condições para derrubar Seguro.
À terceira avançou, mas não terá escolhido o momento ideal para o fazer. Acredito que tenha sido empurrado por militantes históricos do PS, cansados de ver Seguro destruir o partido. 
A resistência do aparelho foi forte e agora Costa (apesar das sondagens lhe serem favoráveis) se quiser liderar o PS e o país, com maioria absoluta, só tem uma coisa a fazer: mostrar o que irá fazer se for primeiro ministro. 
As suas propostas têm de ser diferentes e mobilizadoras, rompendo com a possibilidade de uma aliança com o PSD e lançando pontes para coligações à esquerda, com partidos como o LIVRE, já que com a CDU não haverá possibilidade de entendimento, por uma razão: o PCP não quer, porque é muito mais cómodo continuar a criticar o sistema, do que entrar nele.
Se Costa não for claro quanto à estratégia alternativa que, obrigatoriamente, terá de incluir alterações ao Tratado Orçamental e medidas para reestruturação da dívidas, arrisca-se a ficar pelo caminho e a sua carreira política terá chegado ao fim. 
Não chega mudar de caras. É preciso também mudar de políticas.

Trip(l)as à moda do Porto

Pois, pois, depende das pessoas...


Maria de Belém Roseira, presidente do PSS ( Partido Socialista de Seguro) tem dúvidas quanto à legalidade de um congresso extraordinário, por isso, pediu um parecer à Comissão Nacional de Jurisdição.
Curiosamente, não tem quaisquer dúvidas quanto à realização de primárias para escolher o candidato do PS a PM, apesar de tal possibilidade não constar dos estatutos do partido.
Maria de Belém, ex administradora da TDM e militante frenética da causa anti-tabágica, é uma querida. Sempre gostou de satisfazer os desejos de quem está por cima. Tanto se lhe dá dizer que a especialidade do Porto ( onde nasceu  três meses antes de mim) são as tripas, os pastéis de nata ou as almofadinhas de carne. É o que mais convier na altura...

domingo, 8 de junho de 2014

A estátua




Então, Miguel Ângelo pegou no martelo, bateu repetidas vezes com ele na estátua e começou a gritar:
Porque não falas, pá? 
A estátua não falou.
Agora, enquanto desfruta do remanso celestial, Miguel Ângelo voltou a fazer a mesma tentativa com a estátua de um nado morto. Provavelmente graças às influências que conseguiu exercer na corte celeste, esta estátua acabou por reagir às marteladas ( no céu, as marteladas não matam, muito menos quando batem em mortos) e falou.
O problema é que ninguém percebeu o que ele disse.
Alguém que percebe destas coisas afiançou-me que os sons que se ouviram eram de uma pitonisa.

Le premier bonheur du jour

Tenham um bom domingo. Mas...cuidado com os encontros!