terça-feira, 27 de maio de 2014

O abanão

Escrevi aqui, diversas vezes, que a Europa estava a precisar de um abanão e apanhar um susto para acordar e arrepiar caminho. Pensava que a ascensão da extrema-direita seria suficiente mas, pelas primeiras reacções pós eleitorais, não me parece. O Centrão europeu aceitou os resultados com enorme naturalidade e ainda não deu mostras de grande preocupação. Continuam a acreditar na sorte. E a verdade é que a tiveram, porque como  Le Pen e  Farage não se entendem, estão em dificuldades para criar um grupo com um mínimo de 25 deputados ( cada um elegeu 24) originários de sete países, isso retira-lhes força parlamentar.
Mas atenção, porque a sorte não dura sempre... Será que só vão aprender quando o esquentador (Juncker) explodir?
Em tempo: afinal parece que começaram a acordar antes do jantar

1 comentário:

  1. Eu tenho essa esperança, Carlos - que estes resultados façam acordar a Europa da letargia em que se encontra.

    ResponderEliminar