quarta-feira, 7 de maio de 2014

Escute os meus conselhos, Marilú!

Ao quinto (e último) dia por terras algarvias, continuo à espera do primeiro restaurante onde me perguntem se quero factura. Pior ainda. Continuam a olhar-me de soslaio quando a exijo.
O episódio mais caricato aconteceu na sexta feira.  No restaurante onde fui jantar, o proprietário  inglês- espantado por lhe ter pedido factura com nº do contribuinte- lembrou-me, em tom irónico, que  estava a dar importante informação à ministra das finanças, que talvez se interrogasse se não estaríamos ambos a viver acima das nossas  possibilidades.
Poupo-vos à conversa acesa que se seguiu...  Limito-me a relembrar e  fazer mais uma  vez um apelo à Marilú: as finanças ainda têm muito sítio onde sacar dinheiro, antes de aumentarem os impostos a quem  vive exclusivamente do seu trabalho. E nem sequer precisam de chatear a banda do  Cavaco& Friends...

7 comentários:

  1. O Carlos acredita que a Marilú escute os seus conselhos?

    ResponderEliminar
  2. A rapariga acha que está tudo sob controle...

    Amigo, eu com número de contribuinte não peço, não...

    ResponderEliminar
  3. Mas pedir factura para quê? A não ser que nos seja necessária para o nosso IRS, senão estamos a fazer o trabalho que as finanças deviam fazer que era o de controlar as contas das empresas. NÓS NÃO SOMOS FUNCIONÁRIOS DESTE GOVERNO DE LADRÕES (ainda por cima !!!), governo que foi eleito e depois de ser eleito executou o contrário das medidas que propagandeou na campanha eleitoral e por isso já deveria ter sido demitido pelo PR(nojento e corrupto até à medula, ele também)!!!

    ResponderEliminar

  4. Ainda acho muito triste que haja quem ache divertida a situação. É por
    os portugueses serem assim que estamos neste estado. Sempre fomos ladrões e gostamos de ser chicos espertos. Só o facto de nos sortearem um carro me leva a ler vergonha de mim. Eu já discutia na Farmácia quando antes me perguntavam se queria recibo. Depois chegavam ao desplante de perguntarem em que nome queria. Claro que aí pediam em nome de quem pagava mais IRS, para receber 30% de reembolso, embora isso seja ilegal, por isso obrigaram as criancinhas a ter cartão de cidadão . Agora o estúpido do ministro reduziu para 10%. E quem sofre são os verdadeiros doentes. Os pobres continuam pobres e quem trabalha é que mantém esta país de ladrões.

    ResponderEliminar
  5. A gora eu acho que vou deixar de pedir factura para não dar lucros aos que plantaram eucaliptos com Fundos da UE.

    ResponderEliminar