segunda-feira, 12 de maio de 2014

A sentença

O voto de vencida da juíza Helena Susano  ( ler aqui) no julgamento de um dos casos do BCP, merece uma leitura atenta. Não só pela ironia do texto, mas também porque nos deixa a certeza de haver ainda juízes honestos, que se recusam a alinhar em palhaçadas.
Valerá a pena acompanhar o percurso profissional-e não só - dos três juizes do colectivo. Talvez, um dia, se fique a perceber a razão de tantas prescrições aparentemente incompreensíveis.


7 comentários:

  1. Carlosamigo

    Muito bem bolado, como diria um camarada brasileiro. Pelos vistos a juíza Helena Susano já não acredita no Pai Natal e se calhar nunca acreditou...

    Abç

    ResponderEliminar
  2. Que temos tido sentenças surpreendentes, não há que duvidar. Mais longe do que isso, não consigo ir. Embora a minha passagem pela magistratura do M.P. já tenha ocorrido há décadas, ainda não consigo imaginar que a corrupção também tenha chegado à justiça. Mas não ponho as mãos no lume, isso não.

    ResponderEliminar
  3. Helena Susano jamais chegará a ministra...

    Bons sonhos, amigo

    ResponderEliminar
  4. Diz muito bem: ainda há (alguns) juízes honestos!

    ResponderEliminar
  5. Eu gostava de perceber, Carlos.
    Embora desconfie que até percebo muito bem....

    ResponderEliminar
  6. Mas o jogo já estava viciado no início e eles cantam felizes e contentes.
    - São todos uns gajos porreiros!

    ResponderEliminar