sexta-feira, 25 de abril de 2014

Desculpem-me se estou a estragar a festa mas...

... ver Passos Coelho de cravo vermelho fez-me lembrar o gajo que bate na mulher e depois se insurge contra a violência doméstica;
ouvir o pm falar de festejos que cheiram a bafio lembra-me os PIDES  que no dia 26 de Abril andavam pelas ruas a festejar a revolução;
ouvir um imbecil a lançar avisos ao governo, depois de apoiar todas as medidas de destruição por ele tomadas, cheira-me a hipocrisia e mete-me nojo;
ver entre a assistência presidente da CE, um ex maoista que no 25 de Abril apoiava os crimes de Pol Pot, deixa-me vermelho de raiva.

8 comentários:

  1. Quem estraga a festa e estragou o país são "esses" de cravo na lapela e "espingarda" no bolso.

    ResponderEliminar
  2. Desculpe eu estragar a festa...porque eu até compreendi a sua metáfora, Carlos!

    No entanto, há por aí muitos gajos "p'ra frentex" com o cravo vermelho na lapela que pratica violência doméstica.

    ResponderEliminar
  3. Não está a estragar nenhuma festa , tudo que diz é verdade e ainda se poupam muitas . É sufocante. M.A.A.

    ResponderEliminar
  4. ~ Foi muita hipocrisia, mas o que mais me doeu, foi ouvir cantar a canção do Zeca, Grândola, como interlúdio folclórico, em S. Bento!

    ResponderEliminar