terça-feira, 4 de março de 2014

Para quem ainda não percebeu...

3 comentários:

  1. As pessoas esquecem depressa o que não lhes interessa lembrar.
    Pergunto: o que é ou era mais importante? A Crimeia para a Rússia, hoje, ou o Iraque para os EUA em 2004?
    Vá, respondam lá os que dizem cobras e lagartos sobre a "invasão" russa da Ucrânia; eu nem simpatizo absolutamente nada com o Putin.
    Mas receio muito, na Ucânia, na França, na Alemanha, em muito sítio o crescimento do poder simpatizante do nazismo, sob um comando "legal" de uma Alemanha, que já foi causadora de duas GG e que me parece muito mais potencialmente perigosa do que a Rússia...Entretanto os americanos, dizem umas patacoadas, sugerem ameaças, e assobiam para o lado...
    Viva a "democracia" europeia "made in Germany!

    ResponderEliminar
  2. Inteiramente de acordo, Carlos.
    Quem é que defendeu as posições do cowboy Bush e dos seus falcões?
    eu não, de certeza.
    Como não defendo agora a posição do ditador Putin.

    ResponderEliminar