sábado, 23 de novembro de 2013

E por falar em flores...

A propósito do post anterior, sobre rosas e papoilas, penso que é oportuno encarar  com especial atenção estas propostas, aplicáveis a todo o tipo de flores 
Além de revelarem  um espírito empreendedor - digno de registo -  demonstram que a criação de uma disciplina de empreendedorismo, proposta por Pires de Lima, é  absolutamente desnecessária e despesista. O empreendedorismo ( como o desenrascanço) é algo que nasce connosco e não precisa de nos ser ensinado.

Falemos então de papoilas


O estado deprimente a que chegou o PS justifica plenamente a recusa de Rui Tavares em ser confundido com a agremiação da Rosa, integrando as suas listas ao PE. Não duvido que há por aí muito boa gente, devota socialista, que vê com grande expectativa o Partido Livre e está apenas à espera de alguns sinais para trocar o partido da Rosa, pelo partido da Papoila.  
O grande problema da papoila é durar pouco tempo. Além disso, reage muito mal a ventos fortes.Será que o Rui não se importa que elas desapareçam no final de Maio?

Alegorias no Palácio

No Palácio Nacional de Siena

Alegoria do Bom Governo




Alegoria do Mau Governo