sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Resumo do dia: coincidências

Muito curiosa esta coincidência de o OE ter sido aprovado num dia que é feriado em quase toda a Europa e  em Portugal é, tradicionalmente, aproveitado para visitar os mortos.

O professor

Se o Pedro tivesse tido um professor como este, hoje  não teríamos assistido  à triste cena da aprovação do OE 2014, pelos  acéfalos  deputados da maioria. 

No comments! ( Actualização)

EDP cortou a electricidade no bairro do Lagarteiro (Porto)
Vejam a notícia e tirem as vossas conclusões
Adenda:. Hoje, foi a vez de Contumil

Portas fez o guião, Maduro a telenovela

 Portas apresentou o guião, Maduro a telenovela. Diariamente o ministro Poiares tem uma ideia para a televisão. Ontem futebol. Hoje música. Amanhã o que será ? Tourada? 
Não é certamente, por acaso, que o ministro tem esta necessidade de ter uma ideia por dia. Depois do falhanço dos "briefings" que remeteram o seu amigo Pedro Lomba para a sala das arrecadações, Maduro virou-se para a RTP. Com pouco para fazer no seu gabinete e obrigado a justificar o vencimento dos assessores contratados, Maduro deve ter organizado internamente um concurso de ideias e cada um dos assessores, especialistas e outros militantes laranja contratados para o efeito, através de outsourcing, deu o seu contributo. 
Daí resultou a Lista de Maduro,  cuja aplicação irá ser acompanhada e monitorizada por -ora adivinhem lá... Uma comissão de aconselhamento do ministro Poiares Maduro, obviamente!
Esta gente ( tinha tudo estudado, lembram-se?) não faz nada sem nomear comissões de amigalhaços. (Continuo sem perceber a necessidade das centenas de assessores que adoram  alternar entre roçar o rabo nos assentos de carros pretos, ou nas cadeiras acolchoadas dos seus gabinetes, mas isso deve ser problema meu...) O tuga paga e os tipos gozam. Parece-me bem...
O ministro Maduro deve ter alguma consanguinidade com o seu homónimo venezuelano. A diferença é que  em vez de ver Chavez esculpido numa gruta, resolveu escrever telenovelas.

O milagre das estatísticas

Multiplicou-se o governo em auto elogios, porque  o desemprego baixou uma décima em Setembro. Se soubesse fazer contas, percebia que não há razão para festanças. Uma décima de desemprego a menos representa 9 mil empregos.  Desde Janeiro já emigraram mais de 100 mil portugueses. É só fazer as contas, para perceber como se faz o milagre da redução do desemprego

Doçura ou Travessura?

Doçura é ouvir agora o Álvaro ( ex-ministro da Economia) dizer que temos de estender o prazo da dívida para 40, 50, ou 60 anos, baixar o IRC para 10% mesmo que isso faça zangar a Europa. 
Travessura é  ver o Pires de Lima ( actual ministro da Economia), no dia seguinte a ter alapado o cú na Horta Seca, esquecer de todas as exigências que fazia quando andava a vender cervejas.
Na verdade, são os dois doces e travessos. Depende apenas do papel que estão a desempenhar no momento.

Halloween

Hoje é feriado em quase toda a Europa. Em Portugal não, porque  Pedrinho não gosta de brincar. Tem medo que alguém confunda a cabeça dele com uma abóbora