terça-feira, 29 de outubro de 2013

Quem é que o PCP quer enganar?

Depois do acordo em Loures, a CDU  aliou-se ao PSD em Viana do Castelo. Estas alianças entre os dois partidos começam a tornar-se virais. Como já referi, em relação a Loures, não são no entanto surpreendentes. 
O PCP actual tem, como principal inimigo, o PS. Já foi assim no Porto, quando se aliou a Rio para viabilizara liderança do PSD, foi assim em 2011 quando se aliou com Passos Coelho  para derrubar Sócrates, com os resultados desastrosos que se conhecem para os portugueses. Após as autárquicas, enquanto se alia um pouco por todo o país com o PSD, vai dificultando a vida ao PS em Lisboa. Não fosse a esmagadora vitória de António Costa e o PCP lá estaria, de braço dado, a apoiar o PSD para dificultar a vida ao PS. Como nem aliado ao PSD consegue os seus objectivos, recorre à única forma de diálogo que conhece
Jerónimo de Sousa é uma pessoa generosa e estimável mas, na hora de defender os interesses das populações, opta pela defesa dos interesses do Partido. Um dia as pessoas acordam e percebem que já nem a nível local poderão contar com o PCP.  É difícil a um comunista perceber – e explicar- como é que o partido se alia a nível local, com o partido que combate no âmbito nacional! São coisas diferentes, eu sei, mas se os laranjas são um bom aliado a nível local, como não admitir que um dia venham a ser também o parceiro ideal para uma coligação de governo? O PSD nacional é a soma das partes...
Isso não acontecerá, obviamente, porque o PSD não quer. Já quanto a este PCP, não arrisco afirmar que recusaria essa oportunidade, se um dia lhe fosse oferecida. Vade retro! 
Haverá, eventualmente, quem ache isto bizarro, mas está tudo muito bem explicado aqui

Os videntes

Já sabemos, pelo menos desde 1917, que Portugal é um país de videntes. É no entanto novidade recente, os videntes terem enveredado pela política. Depois de Cavaco, em Maio, ter anunciado ao país o milagre  de Nossa Senhora de Fátima que deixou os infiéis troikanos de cara à banda, hoje foi a vez de  Pires de Lima, o ministro soldado, nos anunciar que viu o milagre económico 
Quem não vai em milagres é PPC que foi lesto a alertar para a necessidade de clarificar essas tretas

Cristas manda João Almeida mudar de elixir

João Almeida acusou Cristas de tomar medidas de fascismo higiénico.
É tudo uma questão de terminologia, mas apesar de tudo é sempre bom saber que no CDS há quem  reconheça alguma inclinação fascista.
Ouvida pelo CR, Cristas sugeriu que João Almeida  arranjasse um novo elixir. Ele diz isso, porque cheira mal da boca!Ou não sabe bochechar, ou usa um mau elixir- respondeu agastada a ministra.

Finalmente! Europa põe-se de acordo sobre um tema importante

                                                         Imagem roubada aqui

Foram chegando em carros blindados, escoltados por seguranças. Uns saíam de rosto fechado, outros acenavam e deixavam escapar um sorriso, enquanto se escapuliam para dentro de uma sala onde garantiam iam discutir  coisas muito importantes para o futuro da Europa.
Alguns milhares de quilómetros a sul, o Mediterrâneo servia de cemitério a  mais umas dezenas de imigrantes.
Milhões de cidadãos são diariamente condenados à fome, oferecidos em holocausto aos senhores do dinheiro.
Uma senhora alemã indigna-se porque está a ser espiada pelos americanos. Um proto socialista francês assina por baixo. Os dois prometem reagir contra a intrusão americana mas, nada de confusões, cada um agirá por conta própria.
Em Inglaterra, Cameron  reage à  divulgação das escutas feitas por Snowden. Ao contrário dos seus parceiros europeus, não se indigna. Prefere atacar o mensageiro. Não é grave que os americanos escutem os lideres europeus, com quem devia estar solidário. O grave é haver alguém a denunciar as escutas. O grande perigo para o mundo é Snowden, o homem que denunciou a sabujice americana.
Dando de barato que os líderes europeus se estão marimbando para a fome que alastra nos países resgatados, estava seguro que a discussão iria centrar-se no Mediterrâneo e seriam tomadas medidas para evitar o cenário de morte ao largo de Lampedusa
Seria uma prova de solidariedade entre os líderes europeus. No entanto, quando entraram para a sala blindada, esqueceram rapidamente os mortos do Mediterrâneo. Ou os famintos, vítimas de bandos de criminosos que os roubam para entregar o seu dinheiro ao sistema financeiro.
Esquecem mesmo as escutas. Para os lideres europeus reunidos na sala blindada, o importante para o futuro da Europa, naqueles dois dias, foi discutir a economia digital. No final foram unânimes em dizer aos jornalistas que a reunião correu bem e se avançou para um eventual acordo sobre este tema tão importante.
BARDAMERDA!


Coisinhas fofas

A proposta de MRS para que Miguel Sousa Tavares seja escolhido pela direita para se candidatar às presidenciais de 2016!
O Marcelo às vezes passa-se, isso é sabido, mas esta foi demais!

A Santa Aliança

Suroreendidos? Tenho a certeza que há por aí quem considere isto normal

Dois em um



Hoje faço duas homenagens em simultâneo. "Les uns et les autres" é indissociável de Claude Lelouch. E vice-versa.