segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Portas prefere os loiros

Durante dois dias, todo o governo está mobilizado para domesticar qualquer deputado da maioria que, num assomo de consciência, perceba que está a trair quem nele votou e se ponha ao lado da oposição para chumbar o OE.
A abrir, o ministro da irrevogável cabeleira loira, afirmou preferir ser celta  a grego. (Pronto, ficamos a saber que Portas prefere loirinhos nórdicos  a morenos sulistas. Gostos... )
De vez em quando, o bandalho que enganou pobres e pensionistas com a receita da banha da cobra que andou a vender pelas feiras do país, deixa vir ao de cima a sua dupla personalidade. Num dia defende a coesão europeia e no dia seguinte está a denegrir os gregos. Oxalá, para bem de todos nós, que Paulo Portas não tenha de engolir toda a arrogância que tem manifestado em relação aos gregos nos últimos tempos. Um segundo resgate e  vai ver-se grego para explicar o falhanço...

O abanão

O "Expresso" diz que o abanão a Passos Coelho começa em Lisboa. Mas que grande abanão! Vejam só quem é um dos apoiantes do candidato que se opõe a Passos Coelho.

Olha quem fala!

"É um erro grave pensar que tudo é aceitável porque o Estado está falido" ( Leia mais, seguindo o link...)
Quem o diz é Campos e Cunha, presidente da SEDES, associação que ainda há pouco tempo defendia as políticas do governo. Finalmente, perceberam que esta gente é feita da estirpe dos traidores e, além do mais, é incompetente?
 Cavaco e D. Policarpo são, por agora, os dois únicos apoiantes do governo. Compreende-se.O primeiro traiu o povo, o segundo traiu  a Igreja de Cristo, estão entre amigos. Claro que ainda há o Barreto ou o das Neves e mais meia dúzia de trapaceiros, mas esses não têm lugar na História, nem que se ponham em bicos de pés.
A SEDES esqueceu-se de apontar alternativas? Pois é...ninguém é perfeito!

A vogal muda

Francisco Almeida Leite, o ex editor de política do DN  que se vendeu para promover o amigo  Passos Coelho, já foi nomeado para vários cargos, o último dos quais secretário de estado dos negócios estrangeiros de Portas.
Com a passagem do irrevogável das Necessidades para o Jardim Zoológico, FAL ficou desempregado e PPC quis nomeá-lo dirigente de um banco
A princípio pensava-se que seria vogal, mas " o Expresso" veio clarificar, este fds, que afinal o objectivo de PPC era que ele fosse mesmo presidente!
A CRESAP ( comissão que avalia as nomeações do governo) deu parecer negativo, mas PPC não é homem de desistir à primeira e  tentou então nomeá-lo vogal.  A mesma comissão aceitou, mas com a condição de o homem  não mexer uma palha. Ou seja, não participar na tomada de decisões, por não ter aptidões para o cargo. FAL será, pois, uma vogal muda no CA do SOFID.  No entanto, não se importa. Há mordomias que não se rejeitam e o rapaz tem aptidão para capacho.Nós pagamos o preço destas amizades.
Percebem  agora, por que razão há dias  tomei esta atitude? É que não gosto de confusões...

Porque não te calas? ( actualização)



Bem pode o Papa Francisco lançar avisos contra a barbárie e pedir à Igreja que se coloque ao lado dos fracos. Em Portugal haverá sempre canalhas a oferecer resistência, ao lado dos infames!
Além do mais, D. Policarpo mente quando diz que só há dinheiro para mês e meio. Na Igreja pode mentir-se, desde que a mentira sirva para proteger o governo que lhes agrada? Isso já não é pecado?