terça-feira, 22 de outubro de 2013

Meninos prodígio

PSD/CDU: a mesma luta

Admito que Manuel Pizarro  pudesse ser mais ambicioso -  cauteloso-  no acordo que celebrou com Rui Moreira, não expondo tanto o PS. Estou certo, porém, que ao fazer o acordo naqueles moldes, Pizarro colocou os interesses da cidade acima dos interesses partidários.  Se isso é bom, ou mau, o futuro o dirá.
Seja como for, as reacções  da CDU e do PSD ao acordo permitem-nos, desde já,  dar umas boas gargalhadas. Pela  incoerência e pela falta de vergonha de quem as proferiu.
Pedro Carvalho (CDU)  acusou o PS de dar a mão à direita. Eu até escreveria um post a explicar ao candidato da CDU as razões por que está errado, mas não merece a pena. Basta lembrar-lhe que foi o vereador da CDU (Rui Sá) quem viabilizou o primeiro mandato de Rui Rio. Em troca de quê? Se Pedro Carvalho não se lembrar, eu tenho imenso gosto em recordar-lhe.
Ainda mais risível é a posição de Ricardo Almeida, líder demissionário da concelhia do PSD. Para que não haja equívocos, transcrevo as suas palavras a propósito do acordo PS/Rui Moreira:
“ Parece-me que é trair a confiança dos eleitores que até há bem pouco tempo acreditaram num Porto de contas certas”
É preciso não ter um pingo de vergonha para dizer isto. Como é que um tipo  de um partido que venceu as eleições mentindo aos portugueses, que alberga nas suas hostes um grupo de criminosos que criou um banco para burlar 10 milhões de portugueses e cujo dirigente  máximo se alcandorou já ao título do PM mais aldrabão da nossa democracia pode falar nesses termos? 
Como é que o líder da concelhia do PSD Porto, que apoiou o candidato do despesismo e da demagogia, pode falar em credibilidade?
Como é que o membro de um partido que ainda não acertou uma única previsão em três anos de governo, que aplicou uma dose de austeridade inconcebível aos portugueses , mas mesmo assim cometeu a proeza  de aumentar a dívida do país  e se aguenta no poder graças à muleta de um parceiro de coligação cujo  líder é o exemplo acabado da cobardia, pode vir falar de contas certas? Há gente que não se enxerga..
O que não deixa de ser  preocupante, é constatar que a CDU não perde uma oportunidade de se aliar ao PSD, quando se trata de denegrir o PS. Há alianças espúrias- mesmo a nível local-  que deixam transparecer motivações que se pretendem esconder do povo. Vão dar banho ao cão!

Em defesa da honra

Santana Lopes escolheu a CMtv  para responder às acusações de Sócrates. Achei bem. Tendo sido acusado de bandalho, preferiu defender-se junto dos seus.

O Fuinha


O ministro da Vespa, com aquele ar infeliz de sacristão de um padre pedófilo, vai apregoando a bondade das medidas deste governo,  desvalorizando sistematicamente os cortes brutais arquitectados no seu gabinete.
Uma das medidas "positivas" que não se cansou de anunciar foi a da  atribuição de subsídio de desemprego  aos trabalhadores precários ( a recibo verde).
Sabe-se agora que a medida- anunciada há um ano- ainda não beneficiou um único precário e que o valor do subsídio, se algum dia for atribuído,  não ultrapassará os 320€. 
Grande sonso!

Afinal era tanga!

Aquela manif pró troika, a que ontem aqui dei o devido destaque, afinal era tanga! A manif foi organizada pelo movimento anti troika, para publicitar a manif do dia 26. Não sei se terá sido boa ideia...

Sem palavras

Este filme nem precisa de apresentações, pois não?