terça-feira, 15 de outubro de 2013

O vibrador a Marilú

O ar feliz com que Marilú anunciou as brutais medidas de austeridade e a forma como se congratulou pelo facto de o desemprego em 2014 só subir para 17,4%, deixa-me uma dúvida: estaria sentada em cima de um vibrador?

Qual foi a parte que não perceberam?



Se os nossos governantes  não perceberam a causa das palavras de José Eduardo dos Santos, eu faço um esquema:
China Three Gorges +  Poder da China em Angola+ Investigações do MP, a dividir por Embrulhadas de Rui Machete =  Enxovalho do governo português
É simples, não é? Só quem não conhece a forma de pensar e agir dos chineses podia acreditar que a China ia reagir directamente aos anunciados cortes nas rendas da energia, protestando energicamente.
Os chineses são muito mais inteligentes e pragmáticos do que os ocidentais. Não fazem peixeiradas na praça pública, nem precisam de manipular a comunicação social. Basta-lhes    fazer um aviso a quem os enfrenta. Os totós de S. Bento foram papados e agora deve andar tudo em reboliço, com a PT a lucrar  com o tarifário das chamadas  entre S. Bernto,as Necessidades, a Horta Seca e as Laranjeiras , onde Paulo Portas estava descansado  a brincar com os macaquinhos do Jardim Zoológico que lhe serve de vizinhança. Quem será o primeiro a pegar no telefone para falar com a PGR?
Como então escrevi, a  venda da EDP não foi uma privatização. Foi uma nacionalização a favor da China. Os indigentes  que nos (des)governam não percebem nada do que andam a fazer. Venderam a EDP ao estado chinês e pensavam que, em caso de necessidade, iam negociar com uma empresa? Totós!
Esperemos que aprendam a lição para serem mais cuidadosos em futuras privatizações, como a da água. Mas duvido. Esta malta, além de inapta, só vê cifrões!
Sugestão:  Como este governo gosta de sacar dinheiro aos mortos, talvez não fosse má ideia pedir satisfações a António Borges,  conselheiro para as privatizações e co-responsável por toda esta borrada, com o alto patrocínio do fantasma de Belém.

Eles andam aí...

Depois destes Sinais, no domingo houve um novo aviso: a extrema direita conquistou a câmara de Brignoles, vencendo uma aliança entre a UMP e o PS.
Adormecida, a Europa encolhe os ombros e prefere continuar a apaziguar os mercados, oferecendo-lhes em sacrifício milhões de famintos.
Por cá, Cavaco continua a dizer que é preciso "um consenso alargado". Ele sabe do que fala. O consenso entre os partidos do Centrão conduzirá ao regresso a um regime onde ele se sentia confortável, como o demonstra a sua ficha na PIDE.

E é muito bem feito!

Quando é que esta corja de energúmenos  aprende que estar sempre de cócoras e a  baixar as calças, normalmente não dá bons resultados!?

É só fazer as contas...

Sabe para onde vai o dinheiro da sua pensão de sobrevivência? Para os pobrezinhos, claro