sábado, 21 de setembro de 2013

Em duas semanas o país mudou

Há duas semanas, quando parti para férias, só ouvia boas noticias. Desemprego a diminuir, juros a baixar, a retoma económica ao virar da esquina. Cada vez mais próximos da Irlanda, diziam os comentadores afectos à trupe do pote.
Ontem, em vésperas de regressar a Lisboa, compro finalmente um jornal e vejo um noticiário da noite na TV até ao fim. Apercebo-me que o desemprego voltou a aumentar, os juros da dívida dispararam, a retoma económica afinal não é para já e um segundo resgate pode estar iminente. Quanto à Irlanda está cada vez mais longe. O que terá  acontecido nestas duas semanas, para uma mudança tão radical?


O alinhamento

Enquanto na imprensa  os jornalistas ( principalmente ao fim de semana)continuam a fazer de moços de recados do governo, ignorando a verdade e vendendo como notícia encomendas ministeriais, certos alinhamentos de telejornais despertam-nos para a realidade.
Vejo na TV um  tipo qualquer da troika dizer que há muitos portugueses desempregados, porque não somos competitivos.
A notícia seguinte informa-me que a comitiva trikista vai gastar, em duas semanas em Portugal, qualquer coisa como 120 mil euros, só em alojamento e pequeno almoço.
Ora adivinhem lá quem vai pagar a conta...