quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Grandes autores (16)

William Faulkner (1897-1962)



Embora "A Aldeia" tenha sido, se bem me lembro, o  livro que me deu a conhecer  William Faulkner,  "O Som e a Fúria" foi o único livro do autor que me empolgou. De tal modo, que não posso deixar de o  incluir no top-50.
Faulkner ganhou o Prémio Nobel em 1949 mas, em minha opinião, outros autores seus contemporâneos mereciam-no mais do que ele


Manuela e os direitos das minorias



Desempregada desde 2009, Manuela Moura Guedes dizia há dias numa entrevista:
"Tenho nichos de mercado. São os pobrezinhos, os toxicodependentes,os gays, os sem abrigo. Depois a classe A/B. É uma coisa esquisita... Não sei, só atraio minorias"
Estas declarações - pese embora o mau gosto e desconhecimento da realidade ao incluir os pobrezinhos nas minorias- eram premonitórias. Dias depois foi contratada pela Valentim de Carvalho para apresentar, na RTP, o " Quem quer ser milionário?"
Os milionários - como os espectadores da RTP-  são efectivamente uma minoria, pelo que MMG bem pode dizer que o seu poder de atracção pelas minorias continua imparável. 

A diferença está na cor

Fui um dos que ingenuamente acreditou que o mundo ficaria menos perigoso e mais saudável com a eleição de Obama. Durou pouco tempo a minha ilusão...
Nunca acreditei foi na possibilidade de Obama vir a desencadear uma guerra com pretextos em tudo similares aos usados por Bush para invadir o Iraque. (Nada mau para um Nobel da Paz!)
Tudo indica que isso irá acontecer em breve. Obama- tal como Bush-  violará as decisões da ONU e, com o apoio de Cameron  atacará a Síria. A pretexto de terem sido usadas armas químicas, que a ONU não conseguiu confirmar e, muito menos, determinar se foram usadas pelas tropas de Assad ou pelos rebeldes, armados pelo Ocidente. 
Apesar dos avisos da China, da Rússia e do Irão, os Estados Unidos parecem estar determinados em avançar. Às cegas e colocando em risco a paz mundial. 
Obama está a ficar  cada vez mais parecido com Bush. Um dia destes, a única diferença é a cor.
É triste constatar isto, no dia em que se assinalam os 50 anos do célebre discurso de Martin Luther King, mas...é a vida!
Em tempo: Diga-se,em abono da verdade, que o apoio do PS tuga ( Seguro estará a candidatar-se a suceder a Barroso como mestre de cerimónias nos Açores?) e de François Hollande (outro socialista de gema - deteriorada) merece igual repúdio, mas estes são apenas aspirantes ao lugar de capatazes.

Qual é o espanto?


Se Pedro Passos Coelho - que prometeu acabar com a austeridade durante a campanha eleitoral- fez o seu programa de governo assente na mentira, na falsidade, na vigarice e na falta de honestidade intelectual;
Se a Lagarde está a contas com a justiça francesa  por suspeitas de favorecimento a Bernard Tapie...
como é que queriam que eles fossem sérios a apresentar contas?

Ora adivinhem lá...

... porque é que o preço das casas em Lisboa subiu  10% no último mês?
Porque os portugueses estão mais confiantes no futuro?- Frio
Porque a economia está outra vez a crescer?- Gelado
Porque o crédito está mais fácil e barato?- Frio
Porque aumentou o investimento estrangeiro em Portugal? - Morno
Porque Portugal é uma boa porta de entrada para a Europa? - Quente!
Pois é.... os Golden Visa ( Vistos Dourados) criados por Paulo Portas e concedidos aos estrangeiros que adquiram imóveis em Portugal de valor superior a 500 mil euros, estão a ser um sucesso.
Só em Julho e na primeira quinzena de Agosto foram concedidos 137 - um aumento de 191%  em relação a Junho- e estão mais 98 na fase final de apreciação do processo.
Depois de termos importado mão de obra barata, agora importamos ricaços e mafiosos. China Rússia e Angola - por esta ordem- ocupam os lugares do pódio entre os países com mais golden visa obtidos, tendo relegado o Brasil para o quarto posto.
Obviamente que estas pessoas procuram essencialmente casas em Lisboa, sendo essa a razão do aumento do preço na capital, enquanto no resto do país continuou a descer ou manteve-se estável ( com excepção do Porto, onde o aumento foi de 1,8%).
A procura deve continuar a acelerar nos próximos meses. Pelo menos é isso que eu infiro, depois de ter sido contactado na última semana por três interessados na compra da minha casa, por valores bastante superiores ao que eu esperava.
Estou a pensar seriamente voltar para o rochedo e dizer outra vez adeus a Lisboa, mas hesito, porque a percentagem cobrada pelo governo aos proprietários das casa, através desse imposto /roubo que se chama Imposto Sobre as Mais Valias é uma chulice inqualificável!



Those weere the days (21)


Alhambra (Granada)