sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Não leram o manual de instruções...

No início de Agosto dei-vos aqui notícia das angústias dos  bombeiros londrinos.
Há dias, ao ler uma  outra notícia, percebi que o problema  dos acidentes está no uso incorrecto deste Manual de Instruções 

Those were the days (18)

Nem precisa de apresentações, pois não? Taj Mahal ( Índia)

Os Ma(n)chetes!

Assim que tomou posse, Rui Machete virou manchete, por causa dos lucros na compra de acções do BPN. Pelos vistos também sofre de amnésia ( contágio da Marilu?) e não se lembra bem por quanto comprou as acções da SLN.
Dentro de dias, quando o TC for chamado a pronunciar-se  sobre os cortes nas pensões e sobre as candidaturas dos dinossauros, vai ser curioso acompanhar o posicionamento do seu filho Pedro, recentemente nomeado juiz daquele Tribunal.
Espero que não siga o exemplo do pai e não dê ma(n)chete, pelas piores razões.

Não é mau jornalismo... é um problema psiquiátrico

Aquela javardice a que alguns chamam jornal e é muito do agrado da populaça tuga, tem uma fixação - cada vez mais preocupante- que ameaça seriamente a sanidade mental de quem por lá trabalha. Só assim se justifica que isto seja notícia de primeira página.
Vale também a pena prestar atenção ao tom dramático utilizado por quem redigiu a notícia. Penso que estamos perante um problema psiquiátrico grave que afectou toda a redacção, equipa editorial e direcção daquela folheca imunda

A gestão competente do PSD


O PSD está sempre a acusar o PS de gestão ruinosa e a vangloriar-se de pôr as contas em dia. Os laranjinhas deviam ser mais comedidos. Bastava olharem para Gaia, onde a gestão ruinosa de Meneses deixou a autarquia numa situação insustentável,  para  meterem a viola no saco. Mas vamos aos factos.
As megalomanias de Meneses obrigaram a autarquia a pedir um resgate ao governo de 22 milhões de euros que, no entanto,  não será suficiente para pagar as dívidas aos fornecedores.
Advinha-se, por isso, aumento dos impostos municipais para a taxa máxima e o fim da autonomia financeira de Vila Nova de Gaia, cujas despesas passarão, obrigatoriamente, a estar sujeitas a um visto prévio do ministério das finanças.
O PS deverá ganhar folgadamente a câmara de Gaia, mas será uma vitória amarga e à partida envenenada, pois vai herdar uma cãmara falida e sem autonomia financeira.
Claro que tudo isto será em 2015 aproveitado pelo governo para demonstrar que a gestão do PS é ruinosa e omitindo que o desclabro se deve à gestão do Meneses Laranja
Entretanto, do lado de lá do rio, os tripeiros embasbacados pelo trabalho de Meneses  em Gaia,  dão uma vitória clara a Meneses.  Sabem o que lhes irá acontecer, mas fingem ignorar e vão votar no PSD, seu clube político do coração. Dentro de uns anos sairão para a rua a gritar "Aqui d'el Rei, que  Lisboa quer mandar em nós!".
Aqui estarei para dizer: eu tinha avisado!