sexta-feira, 2 de agosto de 2013

O arquitecto explica o que é jornalismo de sarjeta

Augusto Santos Silva foi muito criticado quando usou a expressão "jornalismo de sarjeta". 
Alguns dos seus maiores críticos foram jornalistas que, uns meses depois, andavam a papar almoços à mesa de Pedro Passos Coelho que lhes bichanava o que deviam escrever nos jornais e nos seus blogs sobre o governo de Sócrates.
Hoje, o arquitecto explica no semanário que ele jurava ir dar cabo do "Expresso" como o jornal que ele dirige aplica na prática o conceito de "jornalismo de sarjeta".
O arquitecto tem conversas informais com o primeiro-ministro e depois faz notícias de primeira página,  que vende como investigação, mas lhe são bichanadas pelo homem da Manta Rota. 

Those were the days (1)

Lagoa Rodrigo de Freitas ( Rio de Janeiro) 

Em Junho de 1992, durante a Cimeira da Terra (foto de cima)



Em Dezembro de 2011

Vinte anos separam estas duas fotos, mas ambas as vezes fui feliz neste local hoje conhecido como "Coração do Rio de Janeiro", por causa disto
 (esta última foto foi roubada na NET)

A Casa de Irene




O BPN é a Casa de Irene do governo.
O PSD é a Casa da Irene do país
O PSD é o BPN?
Não há cão nem gato que não tenha ido lá molhar o pão na sopa...

A democracia feita em cacos




Em Itália, o Supremo Tribunal italiano condenou Berlusconni a quatro anos de prisão, por fraude fiscal. O partido de Berlusconni avisou que se o chefe fosse proibido de exercer cargos políticos, abandonava o governo. Que fizeram os juízes?  Decidiram reanalisar a acusação na parte concernente à privação de cargos políticos.
Em Espanha, Mariano Rajoy reconhece que recebeu dinheiro por baixo da mesa, mas arma-se em vítima e garante que o seu único erro foi ter confiado em Barcenas, o homem que lhe passava o guito e acabou por o denunciar.O facto de não ter havido declarações desse dinheiro às Finanças é, segundo Rajoy, um problema de consciência individual!
Em Portugal, um governo que apenas existe por obstipação mental de Cavaco Silva, jura que a crise passou, mas avolumam-se as suspeitas de que Maria Luís Albuquerque mentiu. Como se isso não bastasse, fica a saber-se que o secretário de estado do tesouro, escolhido por MLA, tentou impingir swaps tóxicos a Sócrates.
Que faz Cavaco? Abocanha os microfones e declara à comunicação social que Passos Coelho lhe garantiu que MLA é mais pura do que Nossa Senhora de Fátima, por isso, o melhor é aguardarmos para ver.
Em apenas 24 horas, três casos que obrigariam à demissão de qualquer governante honesto, são varridos para debaixo do tapete, como coisas menores e em defesa do interesse nacional. 
Esta gente é, no mínimo, moralmente corrupta e a sua falta de honestidade escavacou definitivamente a democracia.