terça-feira, 9 de julho de 2013

A viragem do Paulinho

Ora então divirtam-se um bocadinho. E toca a bailar.
Se preferirem uma coisa mais romântica, então é melhor irem aqui
Depois, é só escolherem a que mais vos agradar, pois todos os dias há uma nova

As loiras do regime (2)

De Figura da Semana a Caramelo Vaquinha?


Conheci Assunção Esteves em Macau e, sobre o que penso dela, fui claro quando a escolhi como figura da semana,  após ter sido eleita presidente da AR. Os elogios que então lhe teci eram baseados na opinião muito positiva que dela tinha. 
É certo que, ao longo destes dois anos, já lhe fiz alguns reparos por ter tomado atitudes que me surpreenderam,( Quo Vadis Assunção?)mas nunca pensei chegar ao ponto de ter de admitir que provavelmente andei sempre enganado em relação esta mulher. Ou então- preferia que assim fosse- Assunção Esteves sofre da doença do poder, que obnubila o discernimento.
Na verdade, o mail em que justifica a demissão de um membro do seu gabinete que alegadamente está a colaborar na candidatura de  Almeida Henriques à câmara de Viseu é, no mínimo, muito infeliz:
Há por aí quem afiance que Assunção Esteves está a preparar de uma forma muito discreta uma candidatura à presidência da república e Passos Coelho vê essa hipótese com muita simpatia. Estará aí outra explicação para estas palavras desvairadas?

Estejam descansados, porque estamos em boas mãos!

São notícias destas que nos permitem ter esperança e acreditar que estamos em boas mãos
A OCDE prevê crescimento e recuperação na zona euro até final do ano
Ooops! Esperem aí, isso era ontem...
Hoje o FMI vem dizer exactamente o contrário
Moral da história: se os gajos não se entendem nas previsões, como é que podemos confiar nas receitas que nos prescrevem?

Reforçada a nossa credibilidade externa

Os espectáculos degradantes multiplicam-se na política à portuguesa. Depois do animado fim de semana, assistimos ontem de manhã  à  esquizofrénica  recepção a Maria Luís Albuquerque em Bruxelas. À tarde, enquanto Cavaco fingia que estava a ponderar uma decisão, a Alemanha anunciava o seu apoio ao novo governo, anunciado no sábado por PPC e abençoado no domingo, nos Jerónimos. Em vez de se envergonharem, os nossos políticos exultaram com o apoio de Schaueble e da corja eurocrata de Bruxelas.
No entanto, é imperioso reconhecê-lo, a nossa credibilidade externa aumenta todos os dias

Obstipação mental

O governo tem envidado todos os esforços para combater a crise e pagar a dívida, “custe o que custar”.
Com esse propósito reduziu salários, cortou nas despesas sociais, aumentou impostos e preparou um amplo programa de despedimentos na função pública ontem publicado em DR
A obstinação de PPC em cumprir as metas do défice e recuperar  a credibilidade externa tem sido tão frutuosa,  que se transformou em obstipação mental.  
Tendo percebido  que seriam necessárias medidas mais drásticas para satisfazer os interesses dos nossos credores, Passos de Coelho tomou uma medida drástica: mandou instalar fornos crematórios para se ver livre de doentes e velhos

Querem um lugar na minha varanda?

Se os tipos tivessem uma janela virada para o mar, viam que durante o fim de semana, entre o meio dia e as quatro da tarde, as praias estavam a abarrotar e muita gente se expunha ao sol como se não houvesse amanhã. Como não têm, acreditam que os tugas seguem as suas recomendações.