quinta-feira, 4 de abril de 2013

Memórias de dia 4: quando os sonhos morrem


Às seis da tarde do dia 4 de Abril de 1968, Martin Luther King era assassinado em Memphis.
No dia 4 de Abril de 1992 morreu Salgueiro Maia.
Cada um à sua maneira, viveu e lutou para transmitir esperança. Ambos morreram num dia 4 de Abril, quarto mês do ano.
Para os chineses, 4 significa morte!
Hoje também se demitiu o Relvas, mas esse já estava morto há muito tempo.
Aviso: amanhã, 5 de Abril, o TC  vai anunciar a sua decisão.Em chinês, 5 significa NEGAÇÃO.. O estado em que se encontra este governo há quase dois anos.

Relvas demitiu-se? Mas a notícia não é essa...


Fui informado da demissão de Miguel Relvas durante uma conferência na Universidade Nova em que estou a participar.
Liguei o Ipad para acompanhar as notícias e, depois de ler o essencial, disse a quem estava ao meu lado: a notícia não é essa!
Na verdade, há quatro notícias relacionadas com a demissão de Relvas que são mais importantes:
1-     Nuno Crato, que tinha o processo da licenciatura de Relvas  escondido numa gaveta desde o dia 18 de Janeiro, enviou-o hoje para o Ministério Público. Urge perguntar: por que razão levou Crato quase três meses a tomar uma decisão? Esteve a fazer um favor a Pedro Passos Coelho, para que a saída de Relvas se verificasse no momento mais oportuno para o governo? Então Crato deveria ter-se igualmente demitido, em vez de se esconder atrás de um comunicado ( cujo conteúdo ainda desconheço).
2-     Pedro Passos Coelho defendeu Relvas até ao limite e chegou a dizer que a licenciatura de Relvas era “um não caso”. Embora tivesse afirmado em 2012, numa entrevista, que  demitiria de imediato qualquer ministro que mentisse, não agiu em conformidade quando Miguel Relvas  mentiu na AR. Se fosse coerente e pautasse a sua vida pela honestidade, Pedro Passos Coelho demitir-se-ia. Não o vai fazer. Prefere continuar a afundar o país, agindo como um náufrago que espera a salvação. Nestes momentos, até os não crentes costumam rezar e pedir o apoio divino. Até quando o deus de Belém estará disposto a mantê-lo vivo?
3-     A imprensa noticia que no sábado haverá um conselho de ministros extraordinário. Ninguém duvida que o objectivo será a remodelação alargada do governo, na sequência da decisão do TC. É oportuno perguntar: como resistirá PPC sem a sua alma gémea no governo?  Nem sempre a separação de irmãos siameses tem um final feliz…
4-     Percebe-se agora melhor a razão de o CDS ter pedido publicamente uma remodelação. Portas já devia saber há muito que Crato tinha o processo de Relvas no congelador à espera de autorização do primeiro ministro para avançar. Ao pedir a Pires de Lima e Diogo Feio que fizessem aquele número, Portas mostrou o seu carácter. Está no governo com um pé sempre no estribo e, na altura apropriada, abandonará o barco e apunhalará Coelho pelas costas. Para se aliar a Seguro? Muito provável, se as circunstâncias o proporcionarem.
Voltemos a Miguel Relvas. Tal como ontem aqui noticiei, Miguel Relvas pediu a PPC  para  não ser incluído no pacote da remodelação. O PM  concedeu-lhe esse último desejo. Sem surpresa.
Surpreendente ( ou talvez não…) foi Miguel Relvas  convocar uma conferência de imprensa para anunciar que saía pelo seu pé, depois de se ter sabido, minutos antes, que Crato iria enviar o processo da sua licenciatura para o MP! Este facto é suficientemente grave, para ser ignorado por Relvas, mas define bem o seu carácter.
Menos surpreendente, foi Relvas ter aproveitado o anúncio da sua despedida  para fazer um auto elogio ao seu trabalho enquanto ministro. Foi uma intervenção demasiado nojenta, mas bem ao estilo de quem a proferiu e por isso não vou perder tempo a comentá-la. Apenas pergunto: se fez um trabalho tão bom, por que razão disse que sai cansado e desanimado? Ninguém que está satisfeito com o seu trabalho desiste de o continuar. Salvo quando é apanhado no meio de uma trafulhice. Como parece ser o caso…
Last, but not the least: Ontem, PPC jurava que o governo estava coeso. Hoje começou a perceber-se que está colado com cuspo. Durante o fim de semana assistiremos a novos episódios que demonstrarão que este governo só se mantém, porque tem o apoio inequívoco de Cavaco, mas como ninguém duvida que PPC não aceitará remodelar apenas os ministros do PSD será interessante ver se Portas sacrifica algum dos seus ministros ( ontem avancei que Cristas seria a sacrificada) para manter essa imagem. 

Perguntas muito oportunas

Confesse lá, ó Relvas!

Você viu o Miguel no Prós e Contras a debitar aquelas patacoadas, achou-o parecido consigo e pensou que seria uma boa ideia contratá-lo, não foi?
O quê foi mesmo no You Tube?
Então confesse que não foi você a descobri-lo ( É que eu lembro-me de o ouvir dizer que não tinha tempo para frequentar as redes sociais).
O quê? Foi um acaso?
Não engulo essa. Confesse lá que foi um dos seus embasbacados assessores especialistas, que não tendo nada que fazer gasta o tempo a elaborar relatórios sobre o que vai lendo na blogosfera a  bichanar-lhe que era uma boa ideia contratar aquele tipo, não foi? 
Pronto, não core... eu não digo nada a ninguém!