sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

Jimmy, o Justiceiro


(Continuado daqui)
Nos Estados Unidos pegou moda fazer justiça por iniciativa própria. Um dos casos abordados na reportagem de  que vos falei ontem, é o de um fulano que decidiu ganhar  a vida fazendo de justiceiro. Todos os dias se mete no carro e percorre a zona de prostituição da cidade (cujo nome não fixei)  munido de uma câmara de filmar. Quando vê uma prostituta entrar num carro, segue-o à distância. Quando presume que o acto esteja a ser consumado, aproxima-se do carro, filma e obriga o homem a abandoná-lo… nu!
Depois exibe os filmes no You tube e com isso consegue ganhar dinheiro de diversos patrocinadores. Diz, no entanto, que o seu objectivo não é ganhar dinheiro, mas sim humilhar as vítimas e manifesta-se muito feliz por já ter desfeito muitos casamentos e muitas famílias.
Outro tipo patusco, actua em Nova Iorque. Não anda atrás de criminosos, mas sim de polícias. Isso mesmo…polícias!
Este cidadão americano que se auto intitula  “ Jimmy o Justiceiro” anda pelas ruas  do centro de Nova Iorque, ( especialmente Times Square e adjacentes) de câmara na mão,a  filmar polícias que estacionam em locais proibidos,  desrespeitam os semáforos e sinais de trânsito e não param nas passadeiras.
Sempre que pode aborda os infractores mas, em todas as ocasiões envia os filmes para a Polícia de Nova Iorque, reclamando a punição dos infractores. A verdade é que já conseguiu  diversas vezes os seus intentos e tornou-se o terror dos polícias nova-iorquinos. Ninguém percebe é como ainda continua vivo… e em liberdade!
Talvez seja esse o segredo do "Sonho Americano"



A foto do dia (4)