quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

Os meus votos de Ano Novo

Num país tomado de assalto por um grupelho de aldrabões e  traidores da Pátria, não se pode esperar que em 2013 os portugueses tenham razões para sorrir. (A excepção talvez seja a daquele tuga que trocou um andar em Massamá, por uma vivenda, prova de que pelo menos para ele a vida corre bem...)
Assim, os meus votos de Ano Novo para os portugueses passam pelo desejo de que finalmente todos percebam que foi  a dupla Pedro Passos Coelho/ Miguel Relvas quem tudo fez para que a troika se instalasse em Portugal, pois a sua presença serve-lhe de cobertura para impor ao país a política de austeridade, vender ao desbarato o património nacional, entregar a interesses estrangeiros empresas e sectores estratégicos da nossa economia e, finalmente, vingarem-se do 25 de Abril.
Espero que em 2013 se faça justiça e os traidores sejam corridos. Juntamente com o fantasma de Belém, cúmplice de toda esta trapalhada, que ficará conhecido na História como o totó de Boliqueime.