terça-feira, 29 de outubro de 2013

Finalmente! Europa põe-se de acordo sobre um tema importante

                                                         Imagem roubada aqui

Foram chegando em carros blindados, escoltados por seguranças. Uns saíam de rosto fechado, outros acenavam e deixavam escapar um sorriso, enquanto se escapuliam para dentro de uma sala onde garantiam iam discutir  coisas muito importantes para o futuro da Europa.
Alguns milhares de quilómetros a sul, o Mediterrâneo servia de cemitério a  mais umas dezenas de imigrantes.
Milhões de cidadãos são diariamente condenados à fome, oferecidos em holocausto aos senhores do dinheiro.
Uma senhora alemã indigna-se porque está a ser espiada pelos americanos. Um proto socialista francês assina por baixo. Os dois prometem reagir contra a intrusão americana mas, nada de confusões, cada um agirá por conta própria.
Em Inglaterra, Cameron  reage à  divulgação das escutas feitas por Snowden. Ao contrário dos seus parceiros europeus, não se indigna. Prefere atacar o mensageiro. Não é grave que os americanos escutem os lideres europeus, com quem devia estar solidário. O grave é haver alguém a denunciar as escutas. O grande perigo para o mundo é Snowden, o homem que denunciou a sabujice americana.
Dando de barato que os líderes europeus se estão marimbando para a fome que alastra nos países resgatados, estava seguro que a discussão iria centrar-se no Mediterrâneo e seriam tomadas medidas para evitar o cenário de morte ao largo de Lampedusa
Seria uma prova de solidariedade entre os líderes europeus. No entanto, quando entraram para a sala blindada, esqueceram rapidamente os mortos do Mediterrâneo. Ou os famintos, vítimas de bandos de criminosos que os roubam para entregar o seu dinheiro ao sistema financeiro.
Esquecem mesmo as escutas. Para os lideres europeus reunidos na sala blindada, o importante para o futuro da Europa, naqueles dois dias, foi discutir a economia digital. No final foram unânimes em dizer aos jornalistas que a reunião correu bem e se avançou para um eventual acordo sobre este tema tão importante.
BARDAMERDA!


2 comentários:

  1. Enquanto estas bestas (peço desculpa pela expressão) não apanharem um susto a sério e os povos forem aguentando tudo, especialmente os do sul europeu e mais especialmente ainda o apelidado d´"o melhor do mundo", nada se modificará ou se isso acontecer será pior a emenda do que o soneto, meu amigo.


    Abraços

    ResponderEliminar
  2. O respeito pela ética é para esta gente uma miragem, os seus critérios valorativos estão completamente esvaziados de conteúdo moral e preenchidos de interesses individuais.

    ResponderEliminar