quinta-feira, 19 de setembro de 2013

Sobre a mentira ( to whom it may concern)

Vejamos o que dizem psicólogos e  psiquiatras sobre a mentira.
Começo pela psicóloga brasileira  Erica Priscila Zia:
"O medo da revelação da verdade e de suas consequências negativas pode levar uma pessoa a mentir.
Muita gente pensa que mentiroso é mentiroso em qualquer situação e momento, mas existem diferentes mentirosos: o mentiroso patológico e o mentiroso comum.
Segundo Erica, o mentiroso patológico, também chamado de mythomaniacs, diz mentiras involuntariamente e cria uma falsa sensação de realidade em sua própria mente, e acredita que todas as mentiras que ele esta dizendo é realmente verdade. Já o mentiroso comum muitas vezes quer somente alegrar alguém, se inserir em algum grupo ou sociedade e por isso acaba mentindo, já que tem vergonha ou mesmo não tem a capacidade de assumir quem realmente é.
Em alguns casos, a mentira se torna preocupante quando traz prejuízos às outras pessoas e aí sim há a necessidade de tratamento.
 A mentira passa a ser preocupante quando a pessoa acaba perdendo o controle do que diz e passa a não medir as consequências, prejudicar outras pessoas além de si mesma. A melhor forma de uma pessoa que mente se tratar é, em primeiro lugar, ela estar disposta a cuidar de sua auto-estima e auto-aceitação, processo que se realiza em terapia”, explica Zia.

Já segundo Adriano Resende Lima, mestre de psiquiatria  da universidade de S. Paulo:
"Viver em um ciclo de mentiras e fazer delas um modo de viver é um problema. 
A pessoa cria situações falsas, vivencia a mentira, cria uma realidade paralela e acredita nela", explicou Lima. Os sintomas podem se assemelhar aos da esquizofrenia, mas enquanto na mitomania a pessoa se sente confortável e realizada com a realidade paralela, na esquizofrenia ela sofre de paranoia. "Os funcionamentos são muito distintos, a esquizofrenia está ligada ou neurodesenvolvimento e tem vários estados de delírio, a mitomania é mais ligada ao funcionamento psíquico", disse ele.

4 comentários:

  1. Carlos, tanta conversa para dizer que os tipos do "governo" são uma cambada de mentirosos!

    ResponderEliminar
  2. Apesar de achar as mentiras uma falta de carácter do pior que há em certas situações teria saído beneficiada se soubesse mentir, não sei.

    ResponderEliminar
  3. Nem sei que dizer.

    Assumo que minto e será que preciso de tratamento?

    Agora deixaste-me preocupada.

    Bem, pelo menos fui sincera.

    beijinhos

    ResponderEliminar
  4. A verdade é como o azeite , vem sempre ao de cima.
    A mentira tem perna curta.
    M.A.A.

    ResponderEliminar