quarta-feira, 4 de setembro de 2013

Pedro Passos Coelho reconhece que enlouqueceu

Já sabemos que Pedro Passos é um mentiroso compulsivo.
Já sabemos que Pedro Passos não cumpre nem honra a sua palavra.
Já sabemos que Pedro Passos não tem educação.
Ficámos a saber, nos últimos dias, que Pedro Passos não tem memória  e - ele  próprio o admitiu- enlouqueceu.
Há dois anos queria rever a Constituição; no sábado  disse na Universidade dos Jotinhas que não era preciso rever a Constituição.
 Face ao reconhecimento público de que não está no seu juízo perfeito ( se duvida siga os links e leia/veja/ouça  a confissão pela voz do próprio) Cavaco deveria demitir imediatamente Pedro Passos.
A maioria dos contribuintes nem se importará de partilhar as despesas do tratamento, desde que PPC assine uma declaração- com assinatura reconhecida em notário-  comprometendo-se a nunca mais  se candidatar a um cargo público.

9 comentários:

  1. Mas para isso seria preciso que Cavaco estivesse também no seu perfeito juízo! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Parece que estamos num país de doidos.Ou estaremos mesmo?

      Eliminar
  2. Concordo com a RV , quem o devia demitir está a ficar com a doença do alemão...
    M.A.A.

    ResponderEliminar
  3. Ó Carlos. A assinatura mesmo reconhecida pelo notário só é válida se se provar que quem a fez estava no pleno uso das suas faculdades mentais...
    Estamos lixados! A solução terá que ser outra.
    Abraço
    Rodrigo

    ResponderEliminar
  4. Concordo plenamente consigo mas o pior não é ele ter enlouquecido
    é querer enlouquecer-nos a nós. E do Cavaco não se espere nada...
    Bj.
    Irene Alves

    ResponderEliminar
  5. O fulano, além de ser grosseiro, boçal, cretino, estúpido, não sabe o que diz; está constantemente a tropeçar no que diz. E estamos na iminência de ter de aturar isto por mais dois anos!

    ResponderEliminar
  6. Repito o meu comentário - reconhecer o mal é o primeiro passo para procurar a cura.

    ResponderEliminar