terça-feira, 30 de julho de 2013

As crianças não têm culpa



Esta não me parece uma boa notícia. Muito menos, quando fica a sensação  de que os governos querem fazer passar uma mensagem errónea sobre a lei que protege a maternidade. Não é um abuso das mães gozarem quatro ou cinco meses de licença de maternidade. É um direito das crianças, de que nenhuma mãe deveria poder abdicar
.Não deixa de ser curioso que tenha sido o CDS a propor, em 2007, o aumento do período de licença de maternidade, na linha do que acontece na quase totalidade dos países europeus

4 comentários:

  1. Infelizmente, existem "mães" que não veem a hora de "passar a bola"...

    ResponderEliminar
  2. É a perspetiva que faz o objeto, Carlos! Na oposição eles diziam uma coisa; agora, noutra perspetiva, no "governo" dizem exatamente o contrário. E está explicado!

    ResponderEliminar
  3. Possibilidade de escolha...pois cada um sabe de si!
    xx

    ResponderEliminar
  4. Não creio que sejam as mães a passar a bola, como comenta a Rosa Carioca.
    Infelizmente, creio que é o receio de ser ultrapassada, deitada fora.
    Competitividade suja, pura e simplesmente.

    ResponderEliminar