sexta-feira, 5 de abril de 2013

Relvas, o Viagra de Coelho

A licenciatura de Relvas foi a causa próxima da sua demissão e será esse facto que permanecerá na memória das pessoas. Convém, no entanto, não esquecer  outros casos ligados a Relvas que fazem dele um verdadeiro globetrotter do maquiavelismo.
- Caso Tecnoforma ( obtenção de fundos comunitários para formação de pessoal inexistente)
- Caso das secretas ( Silva Carvalho)
- Pressões a jornalistas ( nomeadamente à jornalista do "Público" Maria José Oliveira a quem ameaçou divulgar factos da sua vida privada)
- Descredibilização da RTP, afastamento de jornalistas, falhanços sucessivos na privatização
Outros momentos de Relvas, particularmente nos últimos 10 meses, estão arquivados aqui. Face ao historial de Relvas, tudo indica que ele vai continuar por aí, a manobrar nos bastidores, o melhor que ele sabe fazer.
Aliás, não deixa de ser no mínimo esclarecedor que, perante tantos casos, PPC se tenha recusado a demitir Relvas e encarregado Nuno Crato de o fazer em seu nome...
PPC continua a precisar de Relvas como de pão para a boca e tem de acatar todas as suas exigências. Relvas é o seu Viagra e,sem o seu companheiro azul, o PM não sobrevive!

1 comentário:

  1. É um dossier bem montado, mas se eu fizesse igual a cada animal, estaria a guardar tanto lixo...

    ResponderEliminar