quarta-feira, 6 de março de 2013

E espreitar pelo buraco da fechadura? Pode?




Muito se tem escrito e falado sobre a decisão do governo de Jerusalém  criar autocarros só para palestinianos. É só mais uma ideia aberrante de um governo que fomenta o ódio e não está nada interessado em promover a paz.
Verdadeiramente abjecta, mas sobre a qual ainda nada li ou ouvi na nossa comunicação social, foi a dos judeus ultraortodoxos que instituíram a separação dos géneros nos autocarros, nos passeios e em diversos espaços públicos, para evitar qualquer contacto entre homens e mulheres  solteiros.
Não satisfeitos, os ultraortodoxos judeus criaram “patrulhas de recato” que vendem óculos equipados com filtros que toldam a visão à distância de alguns metros, desfocando a imagem das mulheres impúdicas  que resistem aos ditames da moda  por eles imposta:  decotes  fechados, saias  e mangas compridas.
Pelo sim, pelo não, os ortodoxos também puseram à venda capuchos e viseiras que bloqueiam a visão periférica. Não vá o Diabo tecê-las….

6 comentários:


  1. Já as teceu, Carlos, já as teceu!

    Beijinho

    Laura

    ResponderEliminar
  2. A tacanhez e o preconceito das pessoas, à conta de ideais, religiosos ou outros, espanta-me quase sempre... :P

    ResponderEliminar
  3. Se as tais impúdicas são como as que a sua foto docomenta, mas sensato seria promover a "brigadas de mirones" promovento a venda de óculos providos de potente e bem focado zoom...

    ResponderEliminar
  4. O caso dos autocarros é grave, porque, no fundo é uma forma de segregação racial. É racismo. Quanto aos ultraortodoxos é cegueira e fanatismo que não menos grave, porque. por portas e travessas, as duas coisas andam ligadas.
    Não percebo por que razão é que puseram à venda capuchos e viseiras, pois palas já todos os racistas e fanáticos as usam.

    ResponderEliminar
  5. Nem comento!!
    De repente, fiquei agoniado....

    ResponderEliminar