sábado, 29 de dezembro de 2012

Previsões para 2013

Este ano, devido à crise, não atribuo os prémios Escorpião de Ouro.
Deixo-vos, no entanto, as previsões do Borda d'Água  que li ainda em Lisboa
" Seremos surpreendidos por mortes repentinas de pessoas com bastante influência e notoriedade na vida pública do país".
O pastel de Belém e o Paulinho das Feiras podem estar descansados. O primeiro, porque já está morto desde que vendeu a alma ao Diabo para correr com Sócrates. O Diabo cobrou-lhe caro o favor, fazendo-o refém do Coelho. As trafulhices do BPN e o obscuro caso da Coelha impedem-no de exercer a função de presidente da república. Não risca absolutamente nada na nossa vida pública.
Quanto ao Paulinho das Feiras é apenas um apêndice da festança laranja. Limita-se a manter o coelho ligado à máquina. Há quem tenha a ilusão que a qualquer momento pode cortar o fornecimento da corrente, mas é pura ilusão. Se o fizesse, os submarinos voltariam a emergir e o Paulinho ia ao fundo com um tiro no porta-aviões.
Aguardemos, pois, os nomes das vítimas.