sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Regabofe é (7)

Inscrever no OE para 2013 78 milhões de euros destinados a estudos. Ou seja, para distribuir pelos amigos...

Gang do multibanco recorre para o TC


“ Relvas foi o aluno da Lusófona com mais créditos por experiência profissional" (título do “Público”).
Ao ler esta notícia, o gang do multibanco decidiu recorrer para o TC, alegando iniquidade de tratamento.
Não é justo que a Lusófona tenha recusado o pedido de licenciatura apresentado por diversos elementos do nosso gang .
Nós temos mais experiência do que o Relvas e, ao recusar a atribuição de créditos solicitados, a Universidade Lusófona prejudicou gravemente a nossa carreira profissional, a nossa vida social e, eventualmente, a nossa carreira política. Como toda a gente sabe, os crimes de colarinho branco nunca são punidos pelo que, ao ser-nos negada uma licenciatura que nos poderia permitir ascender na hierarquia do PSD, fomos ilegitimamente prejudicados, estando agora em prisão preventiva. Alguma vez Relvas colocou explosivos para rebentar caixas multibanco?Fazer arranjinhos com empresas angolanas, entregar a RTP a uns amigalhaços, cobrar imposto revolucionário laranja , ou colocar dinheiro em off shores para fugir aos impostos, é coisa de principiante que  todos nós sabemos fazer desde o início da carreira. Queremos justiça e reclamamos, por isso, que nos seja concedido não apenas a licenciatura, mas também o mestrado”- lê-se num excerto do requerimento apresentado pelos membros do gang do multibanco ao TC. 
O advogado de defesa do grupo disse por sua vez, em entrevista exclusiva ao CR, ser “uma injustiça que os meus clientes querem ver reparada , pelo que estamos dispostos a recorrer ao Tribunal Europeu dos Direitos do Homem para o conseguir”.


Quando o telefone toca

Só uma perguntinha, senhor primeiro ministro...


Muito boa tarde, senhor primeiro-ministro
Não lhe vou perguntar se estava a ser honesto quando afirmou, durante a campanha eleitoral, que já tinha feito estudos e estava em condições de garantir aos portugueses que não era necessário despedir ninguém, nem reduzir salários, nem cortar subsídios, para pagar a dívida e reduzi o défice. Para quem tivesse dúvidas, as medidas tomadas nestes 16 meses de governo respondem por si. Os portugueses ficaram a saber que têm um primeiro-ministro cujo conceito de honestidade pede meças a Al Capone. 
Também não o questiono sobre o seu estado de saúde, físico e mental, porque o senhor já disse publicamente que  está de boa saúde, dorme bem e de consciência tranquila o que, sendo preocupante quanto à noção que o senhor tem de consciência, evidencia também que ainda não percebeu que tem as mãos sujas de sangue, porque está a condenar milhares de portugueses a morrer de fome.
A minha pergunta é, por isso, muito simples:
Suponha que se encontra numa situação em que lhe é impossível cumprir uma dívida que contraiu a um banco. Pede ajuda aos seus amigos, mas eles recusam-lha. A única solução é pagar a dívida ou condenar as suas filhas a passar fome. O que faria?
Sabe o que me aterroriza, senhor primeiro ministro? É a sua resposta!
Aquele que condena alguém à fome para pagar uma dívida, mesmo sabendo que está a ser vítima de agiotagem, não é apenas idiota, é  criminoso!
O genocídio a que está a sujeitar os portugueses deveria ser julgado no Tribunal Penal Internacional, porque o senhor está a agir como Slobodan Milosevic. Sem usar armas de fogo, é certo, mas não é por isso que deixa de ser um criminoso.
Eu sei que nunca será julgado no TPI, mas talvez um dia destes alguém atingido pelo desespero e sem nada a perder, faça justiça pelas suas próprias mãos. É sempre uma hipótese que, embora remota, não deve descartar, senhor primeiro-ministro!

Não tenham ilusões

Nem que Relvas fosse apanhado a assaltar o Banco de Portugal, Passos Coelho o demitiria antes de fazer o "trabalhinho" que lhe foi encomendado.
Portanto,  apesar desta notícia, o casalinho laranja continuará a viver na mais perfeita harmonia