sábado, 22 de setembro de 2012

Uma noite na Broadway


Os irmãos Feist - a comemorar 30 anos de carreira- oferecem-nos no palco do Teatro Estúdio Mário Viegas uma viagem à Broadway. 
A voz de Henrique e as mãos de Nuno ao piano  servem-nos de guia no percurso que se inicia em 1904 e termina nos nossos dias.
 Ao longo de 90 minutos, ficamos a saber as origens daquela zona quase mítica e a forma como se desenvolveu, através de canções que se tornaram célebres graças aos espectáculos ali levados à cena e que depois correram mundo. 
Não sendo um espectáculo fantástico, é uma viagem muito agradável pelos terrenos do musical americano que nos permite recordar- e não raras vezes trautear-  alguns dos grandes sucessos musicais e os espectáculos ou filmes que lhes estão associados. De Cole Porter a Gershwin, são revisitados os grande compositores, mas também as grandes produções- muitas das quais se tornaram filmes de sucesso ou até séries televisivas, como é o caso da Família addams - onde não faltam obviamente Hair,  West Side Story, A Fidler On the Roof , os grandes sucessos de Andrew Loyd Weber, o compositor londrino que conquistou Nova Iorque e o mundo com musicais como Jesus Christ Superstar, Cats, Evita, The Phantom of Paradise, ou ainda o excepcional "Les Miserables", há quase 30 anos em cena. 
Fui ver na quinta- feira e não posso deixar de agradecer à Teresa, que no seu blog deu a sugestão. 

Foi bonito, pá!

Enquanto os senhores conselheiros interrompiam a reunião para comer uns croquetes ( acompanhados de um arroz à Valenciana?) e beber um copito,  cá fora milhares de pessoas  continuavam a seco, mas não arredavam pé e cantavam Acordai!
A sala insonorizada onde se reunia ao CE não permitiu aos conselheiros de estado ouvir a voz  do povo e, ao fim de oito horas de conciliábulo, pariram um comunicado abstruso. Não sabem o que perderam, pá! O que se passava cá fora era bem mais bonito do que os acordos para salvar  um regime caduco que irá cair na rua, se os palacianos continuarem divorciados do povo.

Le premier bonheur du jour - As praças dos leitores (3)

Nesta terceira semana do Desafio que lancei no On the rocks, as participações vieram todas de Portugal, mas nem todas as praças são portuguesas.

 Esta foi a praça escolhida pela Safira e percebe-se a razão da escolha no texto que a acompanha

 Já a Graça optou por esta praça que é sala de visitas de uma bela cidade portuguesa

 Muito conhecida, mas bastante difícil de identificar, porque muitos nunca terão tido oportunidade de a ver nesta perspectiva foi a praça escolhida pelo João
A terminar a semana, a praça escolhida pela Teté foi um verdadeiro quebra cabeças, até para especialistas.

Agora, que já viram as fotografias, vão visitar os blogs dos participantes para as identificarem.
Tenham um excelente fim de semana!

Golpe e contra golpe

Ao dizer que a crise política estava terminada, Cavaco Silva esvaziou o Conselho de Estado, mas não conseguiu esvaziar as ruas.