sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Tem mais de 65 anos?

Está reformado e ainda por cima doente?
Então você é um encargo para o Estado, porque deixou de ser produtivo e ainda por cima custa dinheiro.
Mas nós temos uma solução para si. Aliste-se em qualquer departamento do SNS e contribua para que pioremos o SNS, até que os portugueses percebam que é melhor recorrer à medicina privada, a medicina do futuro em Portugal.
Aviso: Aos 10 primeiros inscritos ainda oferecemos um cheque injecção atrás da orelha, para que você deixe de sofrer com o remorso de estar a delapidar os cofres do Estado. Aproveite esta oportunidade única!

Aproveite as promoções

Imagem roubada aqui

Enquanto aquele tipo que se faz passar por ministro da educação recorre a métodos de formação adoptados na velha Esparta, castigando os maus alunos com  um estágio no Gulag  educativo, há instituições   de ensino superior  que recorrem às promoções.
É o caso do ISLA que está a fazer a  campanha " Leve 2 cursos e pague apenas 1". 
Se a moda pega, um dia destes temos a Lusófona a anunciar " Oportunidade única! Inscreva os seus filhos na Lusófona. Por cada dois inscritos, leve uma licenciatura à Relvas à sua escolha". Abaixo, em  letras pequeninas, deixa o aviso "Campanha limitada ao stock existente".
Quando o método Crato estiver a funcionar em pleno, surgirá uma qualquer Universidade com esta promoção:
" Foi obrigado a ir para electricista? Não se preocupe! Nós temos a solução para si. Em apenas um ano fazemos de si engenheiro electrotécnico."  ( Também temos ofertas para cursos de arquitectura, direito e engenharia civil. Peça o catálogo!)
Finalmente -"La crème de la crème"-  assistiremos à associação entre as gasolineiras e as universidades.
" Abasteça-se na Galp e coleccione pontos. Por cada 100 pontos, oferecemos-lhe um crédito num curso superior. Com 10 mil pontos obtenha uma licenciatura em Ciência Política ou Relações Internacionais e ainda lhe oferecemos, como bónus, um curso numa Universidade de Verão do partido à sua escolha!" 

É chegada a hora de devolver tudo ao remetente

Como costumava perguntar a bengala do Relvas, quando o PS era governo, a pergunta que se impõe é esta:
Vivemos  melhor do que há um ano? Obviamente que não, mas é sempre bom lembrar o que ficou para trás...
Teixeira dos Santos, nos primeiros dois ou três anos de governação socialista, conseguiu reduzir o défice abaixo dos 3%. Com algumas medidas de austeridade que afectaram essencialmente os funcionários públicos, é verdade,alguns aumentos de impostos, mas pouco mais. E o desemprego até baixou em relação aos 7,4% herdados do governo Barroso/Santana.
Depois veio a crise europeia, as arengas de serviço começaram a almoçar à borla com passos Coelho e este deu-lhes instruções para escreverem nos blogs e nos jornais onde se apascentavam, que isso da crise era uma invenção de Sócrates para esconder a sua incompetência.
A escumalha arregimentada cumpriu escrupulosamente a tarefa de que fora incumbida, foi devidamente compensada e agora ou remete-se ao silêncio ou tece loas à governabilidade. É natural... com aqueles vencimentos nos gabinetes e conselhos de administração, acoplados a despesas de representação, telemóveis à borla , cuzinhos tremidos embalados por motoristas e outras mordomias,obviamente que vivem melhor do que há um ano. Por isso omitem a realidade como se pelo facto de sobre ela não escreverem, não existisse.  É chegada a hora de devolver a acusação a esta gentalha.
Este governo, cuja  ideologia dominante é roubar a quem trabalha para dar aos agiotas,  conseguiu em apenas um ano - depois de sujeitar os portugueses a medidas draconianas de austeridade- aumentar o défice, diminuir a receita e disparar o desemprego.
Não me venham com as histórias da carochinha da crise internacional. Ela já existia no governo de Sócrates e não vivíamos tão mal como agora. Além disso, aquele grupo de marmanjos que nos anda a roubar afirmava, há um ano, que a crise internacional era uma desculpa esfarrapada do governo, para justificar a sua incompetência.
Os resultados da política desastrosa que tem vindo a ser seguida  demonstram que este governo é incompetente, cego e imaturo. Mas demonstra mais uma coisa... é constituído por gente desonesta que enganou os portugueses, jurando que iria salvar o país e nunca tomaria as medidas que começou a tomar ao fim de um mês de estar no poleiro.
Este governo, formado por homens e mulheres de contrafacção está a ir ao pote de forma descarada.
Se em Belém estivesse um Homem em vez de um boneco articulado pintado de laranja, este governo já teria sido demitido. Ou obrigado a demitir-se, porque está a arruinar Portugal

Histeria rima com hipocrisia

O primeiro ministro foi a Londres assistir à cerimónia de abertura dos Paralímpicos. Todo sorrisos, vestimenta facial de dandy da Porcalhota, pose para a fotografia do álbum de família,discurso missionário onde apresentou os deficientes como exemplo a seguir. De caminho, aproveitou para chamar histéricos aos portugueses por reagirem com indignação ao malabarismo da oferta da RTP a privados.  
Nesse mesmo dia, ficamos a saber que o governo mandou estudar a possibilidade de fazer mais cortes nos benefícios fiscais das famílias com deficientes a cargo.
Eu prefiro ser histérico a ser hipócrita, senhor primeiro ministro!

Regabofe é (1)


O sr Passos de Coelho afiançou, no Pontal, que vai acabar com o regabofe. Como sei que a memória do nosso PM além de curta, é selectiva, criei esta rubrica para lhe lembrar o que é regabofe.
Para começar, lembro-lhe que regabofe é dar 9 milhões de euros em subsídios às famílias ligadas à tauromaquia. 
Sendo eu anti-touradas, por considerar aquela actividade imprestável e criminosa, muito gostaria de saber a que fins se destinam aqueles subsídios, tá?