terça-feira, 7 de agosto de 2012

Quem parte e reparte...

Pedro Passos Coelho tem sido generoso na repartição do bolo. Para ele ficou o BPN, entregou a RTP ao Relvas, as Fundações ao Guedes, a TAP ao Álvaro,  and so on....
Competirá a Vítor Gaspar fazer a repartição, o que lhe deve dar alguma dor de cabeça, pois 11 são os ministros e 11 é número primo.
Mas como "quem parte e reparte e não fica com a melhor parte..." tudo se resolverá a contento de todos.

Gente fina é outra coisa...

Leio, na revista do "Expresso", que na Quinta do Lago abriu um local muito frequentado pela "high society" internacional , onde há clientes que gastam 50 mil euros por noite.
Como é possível gastar 50 mil euros numa só noite? perguntarão alguns leitores. Eu explico:
Nesse local, uma garrafa de champagne pode chegar aos 3 mil euros e uma private dance custa 500€ !
Ah, então isso é um bar de meninas! - concluirão ingenuamente alguns leitores.
Nada disso! Isso é em Bragança e noutros locais do país, mas não na Quinta do Lago. Naquele local  exclusivo do Algarve, aquilo a que normalmente se chama Cabaret, Bar de Alterne ou Casa de Meninas tem o distinto nome de Gentlemen´s Club .
A única diferença entre este estabelecimento e uma daquelas casas de meninas espalhadas pelas nossas estradas, a que os camionistas chamam Casas de Putas, reside no facto de as meninas do Gentlemen's Club  frequentarem as festas da high society (" para estabelecer contactos"- como confidenciou uma delas ao "Expresso".)
Mas gente fina é outra coisa...

Mãos ao ar! Isto é um assalto!

Nuno Crato nunca escondeu os seus objectivos de desmantelar a escola pública e apoiar a privada.
Ano passado deu o primeiro passo, ao aumentar o subsídio do Estado às escolas privadas em 5 mil euros por turma.
Este ano manteve inalterável o financiamento do Estado às escolas públicas e aumentou os subsídios às escolas privadas.
No próximo ano, começarão os despedimentos de professores. Por imposição da troika, claro!
Sempre critiquei os que fogem ao pagamento de impostos, como podem confirmar aqui, mas quando vejo que o meu dinheiro é utilizado para comprar armas, pagar os luxos de banqueiros e outros privados ou os jantares do sr Relvas e comandita, em vez de ser redistribuído para o bem comum, então já não me revejo nesse idílio do pagamento dos impostos como forma de solidariedade. Sinto que estou a ser vítima de um assalto! Ainda por cima, um assalto perpetrado por gente que invoca a legitimidade do voto para me roubar. Talvez tenha chegado o momento de fazer jus aos meus direitos, reagindo com a única arma de que disponho: a dupla nacionalidade.
Num país democrático, um ministro que aniquila o património público e financia o sector privado com dinheiros públicos, de uma forma tão iníqua, acabaria com os costados no tribunal. 
Nesta coisa onde vivemos, porém, todos os ministros remam para o mesmo lado: entregar o património aos interesses privados ( ou a governos de outros estados, como no caso da EDP e da REN). No final, todos tratarão das suas vidinhas, deixando o país sem recursos. É a isto que eles chamam Democracia?

Parece que não é bem como os jornais contam...

Escreve-se por aí que os deputados perderam este benefício, mas afiançam-me que não é verdade. Haverá pelo menos uma deputada do PSD que continua a usufruir do subsídio, apesar de viver em Lisboa há pelo menos 10 anos. Altura, aliás, em que ainda não andava nas andanças políticas e se dedicava ao jornalismo "em part time". Vou investigar...

Fenómenos na piscina


A natação é, a par do atletismo , a modalidade olímpica que concita mais atenção dos espectadores. Grandes atletas  se têm destacado em ambas as modalidades, seja pela conquista de medalhas, seja pelas marcas alcançadas
Mas John Wiessmuller-  que conquistou cinco medalhas nos Jogos de 1924 e 1928- foi a primeira figura da natação que entrou para a galeria das “lendas”. Além das medalhas conquistadas, bateu mais de 60 recordes ao longo da sua carreira. Para a eternidade, o nadador americano ( mas nascido em Timisoara, na Roménia)  ficou conhecido por ter dado corpo à figura de “Tarzan” , criada por Edgar Burroughs.
Nos Jogos Olímpicos de Munique (1972), o nadador  Mark Spitz entrou para a História dos  Jogos ao conquistar 7 medalhas de ouro. Na altura pulverizou todos os records e o número de medalhas conquistada em apenas uma edição dos Jogos só foi ultrapassado em  2008 pelo fenómeno Michael Phelps que saiu de Pequim com 8 medalhas de ouro.
Em apenas duas edições (2004 e 2008) Phelps conquistou 16 medalhas ( sendo 15 de ouro e 1 de bronze)
Com mais 5 medalhas de ouro e uma de bronze conquistadas em Londres,  Phelps arrebatou o título de atleta mais medalhado de sempre, que pertencia à  ginasta ucraniana Larissa Latynina , com 18 ( sendo 9 de ouro).
Ao conquistar em 3 Olimpíadas 22 medalhas, Phelps igualou o número de medalhas conquistadas por Portugal ao longo de toda a História das Olimpíadas da Era Moderna. É obra!

Biblioteca de Verão (4)

Talvez não seja fácil de encontrar, porque é um livro publicado há já vários anos, que não terá tido grande sucesso entre nós, mas " A Rainha Isabel Cantava Rancheras",de Hernán Rivera Latelier,  é um livro lindíssimo, especialmente recomendado aos amantes da cultura sul americana.