quarta-feira, 25 de julho de 2012

Momento Cavaco apresenta... "Eu tinha avisado!"


Parafraseando o PR, apetece-me dizer: eu tinha avisado!
Sim, eu já avisara esta demente imbecil  que mais tarde ou mais cedo a sua cegueira iria ter um efeito boomerang. Já está! A Mooddys ameaça tirar-lhe os três AAA…
Agora, os alemães pedem a saída da Grécia, para salvar o euro. Pobres coitados… ainda não perceberam que a crise alastrou como um cancro, tem metásteses por todo o lado (Madeira, Sicília, Catalunha, Comunidad Valenciana and so on) e extrair um furúnculo não é solução para a cura.
A dúvida é saber se a Europa ainda vai a tempo de recorrer à quimioterapia para extirpar o mal que a corrói.

Um televisor longe demais


Por muito que isso custe a admitir aos mais jovens, já houve mundo sem televisão. Os primeiros televisores foram apresentados em Inglaterra em 1914 mas, em Portugal, as primeiras emissões regulares de televisão só surgiram em 1956.
Durante muitos anos o televisor era um objecto quase de luxo. Muitas pessoas iam à noite ao café para ver os programas  e um televisor era o prémio mais desejado  de concursos promovidos por diversas marcas e programas de…televisão.
Só havia um canal ( a preto e branco, porque a tv a cores só apareceu em 1978) e o televisor era instalado na sala. Só muito mais tarde os televisores passaram a fazer parte da mobília dos quartos das crianças, competindo com “outros” brinquedos.
Hoje, quase todos os lares têm um televisor e já é possível cada um criar o seu próprio canal, programando antecipadamente, o que desejam ver durante a noite televisiva.
No entanto, por muito que vos custe a acreditar, ainda há países onde as casas têm televisores mas… não há televisão.
Não acreditam? Então leiam isto, faz favor…

Mudam-se os tempos...

Ainda sou do tempo em que a direita aplaudia os sermões inflamados de padres, pedindo aos fiéis para votar no PSD e no CDS;
Ainda sou do tempo em que a direita aplaudia o apoio da Igreja às ditaduras;
Ainda sou do tempo em que o bispo do Porto era perseguido por Salazar;
Agora, vejo a direita  reagir indignada contra um bispo que se insurge contra um governo que tem como ponto único do seu programa empobrecer os portugueses.
Agora, vejo a direita a exigir à Igreja que condene as palavras de um bispo que se limitou a dizer em público o que muitos dizem em privado.
Será que para a direita que hoje nos governa  o Monte Branco é um Remédio Santo?