sábado, 4 de fevereiro de 2012

No país do Asterix, os Metralhas são bobos


Finalmente descobri as diferenças entre o país do  Botas e o dos  Coelhos
O país do Botas tinha a PIDE e nas relações de Estado, quando um alto  funcionário público lhe desobedecia, demitia-o.
O  país do coelho ouve Mozart enquanto as secretas lhe fazem o ponto da situação e faz orelhas moucas quando um alternadeiro o manda limpar o rabiosque ao acordo ortográfico.
Força, força, companheiro Vasco... Não te reconheço coragem, mas mostraste ao país que o coelho é frouxo. É  como aqueles machões gabarolas  e cheios de prosápia "lá em casa quem manda sou eu" , mas um dia descobre-se que afinal, em casa, apanham da mulher.
 O Acordo Ortográfico é um aborto, VGM está a ser coerente com o que sempre defendeu, mas não é o Fernando Pessoa e ao aceitar a nomeação para um lugar público tem de respeitar as regras. Ao desrespeitá-las,  o Viegas que o nomeou- se tivesse alguma vergonha na cara e um mínimo de pudor- demitia-o. Infelizmente não tem, porque é fraca a forte gente.Não tarda nada, recebe um mail do Relvas e convoca uma conferência de imprensa para dizer que o AO é culpa do Sócrates.
Entretanto, fico curioso em saber o que acontecerá a um funcionário público que se recuse a respeitar o acordo...