quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Mamã eu quero...mamã, eu quero mamar!

Desta vez, parece que a gorda ficou sozinha na ideia peregrina de nomear um vizir para controlar as contas da Grécia . Ou melhor... teve o apoio da Finlândia e da Holanda, dois países calvinistas apenas recomendáveis para as vacas e, provavelmente, do primeiro-ministro - de um país periférico cujo nome agora não me ocorre- cujo objectivo é apenas mamar na teta da proxeneta da Europa, para garantir o seu futuro.

Quem avisa, amigo é...

Há muito tempo que venho escrevendo ser este  um bom refúgio  para a crise, embora não seja o paraíso, nem esteja imune à crise global. Aqui está a prova! 
Dou sempre bons conselhos...