quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Breves notas sobre o reality show de Coelho

1- O concorrente deu um beijo à Judite de Sousa antes de começar a prova
2- A Judite estava com um penteado novo, que expressava o seu temor reverencial perante o concorrente
3- O outro entrevistador fazia voz grossa e franzia o cenho antes das perguntas
4- O concorrente , apesar de muito vaidoso e com ar de encantador de sopeiras, era muito fraquinho e, percebeu-se logo, muito mentiroso.
5- O concorrente confessou que irá violar as regras do jogo, quer o público goste, quer não.  Deu a entender, por exemplo,  que vai cortar as pensões abaixo de mil euros, os alunos vão ter de pagar propinas mesmo no ensino público obrigatório e outras maldades que divulgará a seu tempo.
6- Perguntado sobre a Grécia, respondeu que aquilo não interessa nem às palhinhas do Menino Jesus e nós devemos seguir orgulhosamente o nosso caminho sem sermos invejosos e querermos as mesmas benesses de que a Grécia vai usufruir.
7- O concorrente voltou a demonstrar que odeia os portugueses.
8- Disse várias vezes " Eu sou bom" e "Eu sou o salvador da Pátria", "Eu sou o caminho".
9- Quando não sabia responder às perguntas olhava para o lado ( devia estar à procura da cábula que o Gaspar lhe preparara) e começava a falar do tempo. 
10- O concorrente falou de outras matérias, mas fê-lo de forma vaga e desconexa. Não deu para se perceber se era ignorância ou ronha para enganar papalvos.
11- Resumindo: o concorrente não estudou a lição e procurou atrair os entrevistadores para a única matéria que dominava. Os entrevistadores caíram no engodo. Suspeito que algum público também...
Aviso à navegação: o concorrente tem bem vincados os tiques de ditador.O homem é perigoso e se o público não se põe a pau ele gama-lhes até as cuecas e apodera-se definitivamente do pote.

APRECIAÇÃO do Júri de avaliação:
Francisco Assis e Francisco Louçã  consideraram o  concorrente mentiroso, vaidoso e perigoso
Ângelo Correia ( o Padrinho que o inscreveu no reality show)- Manifestou-se decepcionado com a prestação do afilhado.
Ribeiro e Castro- Gostou, mas ficou muito aborrecido pelo facto de o concorrente ter dito que Paulo Portas era o nº3 do governo. Um erro imperdoável do concorrente- insistiu quase até entrar em estado apoplético.
António José Teixeira e Adelino Maltez- Cuidado com este gajo! Está a perverter as regras, o árbitro está desatento e o tipo é capaz de ganhar , apesar de ser um batoteiro.
Maria José Garrido- Eu queria dizer que gostei, mas não consigo, porra! A arrogância do tipo irritou-me um bocado. Tem de aprender a cativar o públco e o júri.
José Gomes Ferreira- Este tipo é um artista. Adoro-o! É batoteiro, mas eu adoro batoteiros ( excepto o Sócrates) Não gostais do que ele faz? Sois uns lorpas! Ele vai fazer o que deve ser feito, ganha o concurso e, com um bocadinho  mais de empenho, eu hei-de conseguir sentar-me ao seu lado. Ele está-se nas tintas para as regras do jogo, porque são estúpidas. Por isso ele faz as regras e ganha. Repito. Adoro este gajo, é o meu ídolo!


11 comentários:

  1. Só acompanhei a prestação do dito cujo e os comentários na TVI 24.
    Começo por aqui. Gostei francamente das intervenções do Louçã. Nem parece o mesmo: muito mais sensato, a meu ver. Menos do Assis que julgo capaz de bem melhor. O Ângelo Correia, sem dúvida decepcionado com o afilhado, mas não deixa de o defender. O Ribeiro e Castro patético na defesa da posição do Portas, mas a verdade é que também não tinha tarefa fácil, a menos que enfrentasse de caras a desconsideração do Coelho ao líder do seu partido durante a entrevista.
    Quanto a esta, já disse o que tinha a dizer noutro local. Para mim, o entrevistado, antes de mais, é burro. Talvez seja também ditador, como tu escreves. Que cheira a bafio, cheira.

    ResponderEliminar
  2. Não vi
    Mas também não perdi
    Tá aqui tudo!

    ResponderEliminar
  3. Boa e bem apanhada síntese...

    Vou partilhar para o FB,

    Beijoca, Caerlos

    ResponderEliminar
  4. Não vi nem quero ver porque me enfada tanta sandice.

    Vai continuar a cortar e a penalizar os pobres até que o deixem viver à custa das próprias mentiras e do despesismo em que se chafurdam

    ResponderEliminar
  5. 'Encantador de sopeiras' é do melhor que já ouvi :) De facto tem um arzinho boçal, tem. Mas também gostei do que lhe chamou o Francisco Louçã (ou foi o Assis? um dos dois) 'Embaixador da Alemanha em Portugal'.

    O cabelo da Judite foi para tirar protagonismo ao concorrente. Conseguiu, do meu ponto de vista, que eu estava fascinada com a intrincada arte capilar.
    De resto, nada de novo. Ou seja, a lástima de sempre.

    ResponderEliminar
  6. Não vi.
    Graças a Deus há televisão por cabo...

    ResponderEliminar
  7. Mais uma vez estamos em sintonia, Carlos. Ontem não vi e entrevista e só hoje visionei o debate na SICN, do qual aliás fiz link lá no boteco.

    ResponderEliminar
  8. Carlos, não vi, MUDEI DE CANAL !!!

    Todavia tenho tido um dia bastante sofrido, sou de origem alenteja sei a dôr que provocava nas pessoas o facto de serem analfabetos.

    É que vamos andar para trás 40 anos!

    abraço

    ResponderEliminar
  9. Não vi e não gostei, como dizia o outro.

    Mas a frase mais assassina (a ser verdade o que li algures por aí) é de António José Teixeira, na SICN:

    "Olho para Passos Coelho e não vejo um primeiro-ministro".

    P.S. - Claro que "encantador de sopeiras" também nãi fica nada mal!

    ResponderEliminar
  10. Não vi,mas hoje fui obrigado a ver em vários noticiários.
    O apanhado aqui escrito está sensacional, bem como as "reacções"...

    ResponderEliminar