quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Ao deputado e ao borracho, põe Relvas a mão por baixo

Então Relvas chegou junto dos 18 deputados rebeldes  e perguntou



Os meninos foram então para as sanitas da AR refazer o enunciado da declaração de voto...

6 comentários:

  1. o Frasquilho ontem na SICN bem estrebuchou mas levou que contar da Mauela Arcanjo, olha quem...

    ResponderEliminar
  2. É o que eu digo: este Rochedo está de um lol só!
    :)

    ResponderEliminar
  3. :))
    E ainda dizem que o canudo de Relações Internacionais foi obtido à pressão! O homem é um génio...

    ResponderEliminar
  4. É para mim completamente incompreensível que este ser ainda não tenha tido a decência moral de se demitir. E custa-me crer que um partido que, não sendo o meu (graças ao Altíssimo), me merece respeito, não se tenha ainda insurgido contra isso. E que um presidente da republica conviva placidamente com a ideia de que a corrupção e a imoralidade são valores que interessam à nação. Já iam os três embora. Crise política ou não. O charco não fica pior do que está, de certeza absoluta.

    ResponderEliminar
  5. Voltei para te dizer que estou inteiramente de acordo com tudo o que escreveu Baptista Bastos! E, maravilha das maravilhas, também por decisão pessoal, não escrevo segundo o novo Acordo Ortográfico!!

    Embora noutra perspectiva, essa servidão de que ele fala fez-me lembrar Somerset Maugham e a sua obra prima: "Servidão Humana".

    Beijos.

    ResponderEliminar
  6. Valha-nos o cartoon, que sempre é engraçado, que essa subserviência a Miguel Relvas, que literalmente censura um texto escrito pelos deputados, é absolutamente humilhante e confrangedora... Mais valia estarem calados!

    ResponderEliminar