quarta-feira, 17 de outubro de 2012

O Nobel e o humor britânico



Nigel Farage, eurodeputado inglês, confessa ter começado às gargalhadas assim que soube que o Nobel tinha sido atribuído à UE: 
"É uma anedota gigante. A UE ajudou a criar pobreza e desemprego que afectam milhões de pessoas e que está a agravar os problemas de violência no Sul da Europa e a aumentar o sentimento de antipatia nos países do Norte em relação aos resgates financeiros." 
Para eurodeputado inglês, esta decisão é um sinal de descrédito do Prémio Nobel da Paz e do Comité que o atribuiu.

7 comentários:

  1. Até dão jeito os +/- 930 mil euros para um pequeno almoço.

    Já imagino o discurso.

    Beijo

    Laura

    ResponderEliminar
  2. Uma autêntica anedota. Só não deu uma gargalhada porque esta situação me trás muito mal humorada.

    ResponderEliminar
  3. O deputado inglês tem toda a razão, continuo a dizer que o Nobel foi dado preventivamente!

    Tocam os sinos a rebate? Espero bem que sim e que o Governo e Durão os ouçam. A comitiva é o costume: sacrifícios para nós, continuação das mordomias para eles.

    Tenho o pressentimento de que após a aprovação do Orçamento de Estado 2013, Portas desfaz a coligação.


    Na imprensa estrangeira já se fala há cert tempo num segundo resgate a Portugal.

    Renovo os pedidos de desculpa por comentar vários posts , mas a dificuldade de entrar aqui é imensa.


    Meu amigo, bom resto de dia.

    ResponderEliminar
  4. Eu também achei que era a anedota da semana e que traz descrédito ao próprio prémio Nobel. Concordo que poderá ser um alerta preventivo para governantes, mas tenho muitas dúvidas que estes se importem com isso...

    Mas pronto, como em relação a isso não vem mal ao mundo, resta-nos rir... :)

    ResponderEliminar
  5. Este não é como a hiena, tem motivos para rir.

    ResponderEliminar
  6. Exactamente António, este tem mesmo motivos para rir :))

    ResponderEliminar