quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Um problema do foro psiquiátrico


Há quem se admire pelo facto de PPC se ter marimbado para a decisão do Tribunal Constitucional. Já aqui tinha escrito que era isso que ia acontecer, porque é minha firme convicção que raras vezes as penas aplicadas pelos tribunais garantem a redenção dos criminosos. E muito menos dos cleptómanos, cuja actividade é determinada por perturbações psíquicas que apenas podem ser tratadas no âmbito do foro psiquiátrico.
Este  homicida é um exemplo de um outro criminoso que só a psiquiatria pode salvar, porque os tribunais se revelaram ineficazes na cura.

4 comentários:

  1. Carlos
    Hoje passo apenas para deixar o meu beijinho e uma flor!
    ando um pouco afastada por motivos de saúde da minha mãe.

    ResponderEliminar
  2. Decididamente vivemos num país de loucos varridos. E, como tu bem dizes, as penas aplicadas não redimem os criminosos.
    Tribunais, juizes e governantes andam todos a precisar ser reciclados! Isto é tudo uma loucura pegada...

    ResponderEliminar
  3. Carlos,
    não me diga
    que depois do cumulo jurídico
    de tanta moldura penal
    o gajo vai para casa
    por ser inimputável

    ResponderEliminar
  4. Continuo a defender a castração química, Carlos.
    Pura e simples!

    ResponderEliminar