quinta-feira, 12 de julho de 2012

Lembranças de férias para o governo (3)


Como o preço dos corações está pelas ruas da amargura, só arranjei dinheiro para comprar um. Depois de muitas hesitações, decidi oferecê-lo a Vítor Gaspar. Ele até não é má pessoa, precisa é mesmo de um coração novo. Ainda pensei oferecê-lo a Paulo Macedo, mas esse tem corações à borla lá na MEDIS, por isso se ainda não tem um decente, é mesmo porque não está interessado.

6 comentários:

  1. Uma excelente oferta, eu não vejo quem precise mais...

    ResponderEliminar
  2. Não gastes dinheiro com quem não merece o nosso respeito, Carlos!

    ResponderEliminar
  3. Ele é um robot e os robots não precisam de coração, só de software. Ou será de hardware? Eu, por mim até lhe dava hardcore...

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Paulo Macedo não precisa de coração, que se está nas tintas para esse "pequeno" pormenor, com uma máquina de calcular a brilhar-lhe no peito. A bem dizer, o tal Gaspar está na mesma... :P

    ResponderEliminar
  5. Esta gente não cede um milímetro!

    ResponderEliminar
  6. Sim, na impossibilidade de obter mais que um, este estaria bem entregue.

    ResponderEliminar